quarta-feira, 1 de julho de 2009

PPS credencia Itamar para Minas


Candidatura pela sigla socialista ainda depende de acordo com o PSDB
Do O Tempo:
Brasília. O presidente nacional do PPS, ex-deputado federal Roberto Freire (CE), afirmou ontem que o ex-presidente Itamar Franco - que vai ingressar em seu partido no dia 6 de julho - tem "currículo" para se candidatar ao governo de Minas Gerais nas eleições de 2010. Ele disse que a decisão só será tomada depois de negociar com o PSDB e com o atual governador do Estado, o tucano Aécio Neves. A filiação de Itamar será formalizada na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.
Freire disse que Itamar ainda não manifestou sua vontade de se candidatar ao governo de Minas, mas que ele tem gabarito para isso. "Ele tem biografia e prática política que o credenciam até para ser candidato a presidente da República", afirmou.
O ex-deputado não descarta, no entanto, a indicação de Itamar para o Senado. Ele afirmou que as negociações envolvem o PSDB de Aécio. "Essa análise em Minas depende dele e de negociação com o PSDB, com o Aécio e com as forças do PPS mineiro", afirmou.
Ele adiantou, no entanto, que o PPS deve se coligar com o candidato do PSDB à Presidência da República. "Na questão nacional, há uma ampla maioria no partido em apoiar a candidatura do PSDB, seja o Aécio ou o (governador de São Paulo) José Serra ."
Itamar, que está sem partido desde 2006, quando deixou o PMDB, associou, em entrevista à rádio CBN, a nova escolha a suas pretensões para 2010. "Eu estou ingressando politicamente. Imaginando um simbolismo, eu estava na arquibancada e, a partir do dia 6, eu passo para o banco de reservas. E evidentemente não cabe a mim decidir nada, mas sim ao meu partido", disse.
Filiação. A entrada de Itamar no PPS deve acirrar a disputa pelo governo de mineiro. O ministro das Comunicações, Hélio Costa (PMDB), deve concorrer. O PT também tem vários nomes fortes para a disputa - como o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel e o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias.
Segundo informações de bastidores, no entanto, o ex-presidente da República pode também se candidatar a vice-governador na chapa que poderá ser encabeçada pelo atual vice, Antonio Anastasia (PSDB).
Postar um comentário