quinta-feira, 16 de julho de 2009

Doutor Ronaldo João Está Errado, Ele Terá que Renunciar, Sim, ao Cargo de Vice

Na matéria que vai abaixo diz que "a dúvida sobre o cargo de vice-prefeito foi também esclarecida por Ronaldo João" e este disse: “Eu não vou renunciar à cadeira de vice-prefeito, eu renuncio apenas o salário, mas não é necessário que alguém ocupe o meu lugar. A lei não especifica sobre esse assunto, o que permite que eu tome esse posicionamento”. Ora, quanta conversa fiada. Não é Ronaldo João quem esclarece; é a lei. E Ronaldo João terá que fazer uma opção: vice ou deputado. Quanto a posição de vice ela será automático e legalmente ocupada, sim, pelo presidente da Câmara Municipal, que, na ausência do prefeito torna-se o vice natural e legal. O cargo de Ronaldo João este com a sua obrigatória renuncia deverá ficar vago até a próxima eleição. Não há substituição de vice, mas não significa que alguém não ocupe o cargo de prefeito se esse se ausentar.

Outra questão é que ele diz que "a sua equipe de trabalho permanecerá em Sete Lagoas, desenvolvendo o trabalho", mas não pode ser no gabinete do vice-prefeito, porque este estará vago. Se permanecerem na maquina deverá ser em outro local, ou a quem estará servindo? Leiam a matéria da Prefeitura a seguir:

*

O Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais agora conta com o Deputado Estadual Sebastião Helvécio como conselheiro, que foi eleito com 46 votos na noite da última terça-feira, dia 14 de julho. A grande novidade diz respeito à quem vai ocupar o cargo de Sebastião Helvécio na Assembleia Legislativa do Estado, o vice-prefeito de Sete Lagoas, Dr. Ronaldo João.
Em coletiva, o mais novo deputado estadual afirmou que tem 15 dias para se posicionar em relação à aceitação do convite, feito por Sebastião Helvécio, que é do mesmo partido de Ronaldo João – PDT. De acordo com o Deputado, a resposta é, sem dúvida, afirmativa, ou seja, ele ocupará o cargo. A dúvida sobre o cargo de vice-prefeito foi também esclarecida por Ronaldo João, que deixou claro: “Eu não vou renunciar à cadeira de vice-prefeito, eu renuncio apenas o salário, mas não é necessário que alguém ocupe o meu lugar. A lei não especifica sobre esse assunto, o que permite que eu tome esse posicionamento”. Quando indagado sobre os benefícios para Sete Lagoas, o Deputado afirmou que Sete Lagoas sempre foi e continuará sendo a sua querida terra. “Para o que o Maroca precisar, eu estarei disponível. Para o que a população precisar, eu vou atender, em qualquer área. Um deputado é como um vereador, um elo entre o executivo e o povo, então eu vou estar pronto para atender as demandas”, se prontifica Dr. Ronaldo João, que ainda não sabe exatamente quando assume o cargo.
O Deputado afirmou ainda que a sua equipe de trabalho permanecerá em Sete Lagoas, desenvolvendo o trabalho iniciado na gestão de Maroca e Dr. Ronaldo João e avalia esta administração com nota 100, já que a mesma foi encontrada sem estrutura, sem equipamentos e agora está muito bem. “Apesar da crise, que quase parou o mundo e apesar dos impactos que Sete Lagoas sofreu, continuamos trabalhando muito para esta administração dar certo e está dando”, afirma ele. Ronaldo João, que se diz médico por amor e que nunca deixou de atender e operar seus pacientes, finalizou seu pronunciamento agradecendo à população de Sete Lagoas pelo tratamento e reconhecimento de seu trabalho, “pelas orações, votos e carinho”.
Postar um comentário