domingo, 19 de julho de 2009

Aécio e Serra aumentam gastos na área social


Da Folha de S.Paulo:
Principais pré-candidatos da oposição à Presidência, os governadores José Serra (PSDB-SP) e Aécio Neves (PSDB-MG) registram, a um ano das eleições, orçamentos recordes em áreas chave do governo Lula, como a assistência social.
A Folha comparou o orçamento dos governos de São Paulo e de Minas Gerais deste ano com os gastos efetuados nos demais anos de gestão de Serra e Aécio, rivais pela indicação tucana em 2010. Foram examinadas ações nas áreas de assistência social, direitos da cidadania, habitação e trabalho. É nessas áreas que o governo federal executa programas como o Bolsa Família e o ProJovem. Gastos com saúde e educação foram excluídos.
Há quase sete anos no poder, Aécio autorizou R$ 406,6 milhões para este ano -investimento quase sete vezes superior aos R$ 58,9 milhões (valor atualizado pela inflação) gastos em 2003. Diferença de 590%. Em SP, o orçamento de Serra, governador desde 2007, prevê investimentos 26,8% acima do registrado em seu primeiro ano. Mas, em relação a 2003, quando o tucano Geraldo Alckmin assumiu, o orçamento atual (R$ 1,53 bilhão) é quase o triplo do gasto naquele ano. O salto de mais de 500% no orçamento social de Aécio se deve à criação dos programas Lares Geraes (habitação), em 2005, e Poupança Jovem (assistência social), em 2007. No caso de SP, a herança de programas de gestões anteriores, todas tucanas, como Renda Cidadã e Ação Jovem, colaborou para um crescimento relativamente menor na era Serra.
Postar um comentário