segunda-feira, 20 de julho de 2009

Xexéu e a Câmara

O que pode agregar de melhoria no relacionamento Câmara-Prefeitura Marcelo Azeredo Barbosa - PSDB (Xexéu), o articulador? Marcelo tem força no governo e experiência política. Seu peso político certamente ajudará a destravar as amarras burocráticas. E sua capacidade articuladora ajudaria na construção de uma maioria mais sólida, além de acordos táticos para votação desse ou daquele projeto. A sua presença junto a Câmara daria mais respeitabilidade ao Executivo junto ao vereadores pela sua força moral.

Mas para esse esquema funcionar Xexéu teria que assumir de fato a articulação e atuar como uma via de mão dupla entre Câmara e Executivo. Explico. Como homem de governo ele tem que ter claro os objetivos da administração Maroca para poder socializá-los junto ao Legislativo. E no sentido contrário ele tem que captar o sentimento da Câmara como uma caixa de ressonância das ruas para fornecer feedback correto ao governo.

Isso vai exigir uma mudança estrutural do comando político para poder subsidiá-lo das informações corretas e também saber captar o que ele levar para o governo. Mas Xexéu terá que sair da sua zona de conforto e deixar-se envolver com profundidade pela tarefa que tem pela frente. Se assim o fizer vai com a força que tem junto ao governo ajudar a administração a praticar o que ela não fez até agora: política - o que não deve ser confundido com fazer concessões fisiológicas...

Porque hoje como sabem todos há um verdadeiro divórcio entre Legislativo-Executivo. O que é ruim para cidade. Está sobrando independência e faltado harmonia, visão compartilhada. E como escrevi em outro texto a base do governo está desarticulada e não se sabe direito nem ao menos quem é essa base. Todo esse trabalho ou retrabalho é uma grande tarefa.

Vai dar certo? Depende da disponibilidade de Marcelo Xexéu em realizar como disse esta ação trabalhosa. Sei que ele não vai deixar a Cohasa, assim fico na dúvida se conseguirá atender com eficiência essa demanda premente do governo. Uma demanda que é potencializada pela incompetência grave do governo na área política durante 6 meses. Existe um claro vácuo que está sendo ocupado pela oposição que hoje dá as cartas no parlamento. O governo apesar de ter algumas boas iniciativas não consegue construir os consensos fundamentais para fazer a cidade andar prá frente.

Eis aí um grande desafio para o queridinho primo de Eduardo Azeredo. Boa sorte Xexéu!
Postar um comentário