quarta-feira, 22 de julho de 2009

As vantagens do PSDB diante dos adversários do PMDB e PT

O Tempo:
Enquanto PT e PMDB estão ainda em processo de negociação para decidir se vão juntos ou separados para a disputa em 2010, o PSDB parece estar bem definido. Os tucanos terão candidato próprio para o Palácio da Liberdade, querem formar uma aliança ampla, contam com partidos como o PP, DEM, PPS, PTB, PDT e PR. E se o PMDB se juntar, é melhor ainda para o PSDB.
O candidato tucano apontado até o momento é o vice-governador Antonio Anastasia, mas ainda há um plano B. O senador Eduardo Azeredo continua, nas pesquisas mais internas do partido, com um bom desempenho. Não haveria nenhum problema, do ponto de vista político-partidário, em uma eventual troca de nomes. Até o momento Azeredo é cotado para uma vaga ao Senado, espaço que já ocupa.
Girando em torno do governador e se apresentando em boas condições para a disputa de 2010 estão o presidente da Assembleia, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), e o ex-presidente Itamar Franco (PPS). Portanto, nomes não faltam.
A vantagem que o PSDB leva diante do PMDB e PT é simples. A chapa que for montada pelos tucanos é a chapa. Não haverá choro, retaliação e todos os aliados vão juntos em torno das decisões de Aécio Neves.
Já no PT, embora a conversa tenha o tom da unidade, não seria devaneio dizer que a rivalidade interna poderá deixar marcas profundas no pré-candidato que venha a ser derrotado. O ministro Patrus Ananias e o ex-prefeito de belo Horizonte Fernando Pimentel deverão disputar a vaga de candidato a governador; quem perder deve disputar o Senado. Mas a derrota de qualquer um deles deixará um passivo político. Externamente, eles se esforçarão para demonstrar unidade. Mas e a militância??
Postar um comentário