terça-feira, 21 de julho de 2009

Uma decisão de alto risco

Dr. Ronaldo João decidiu ocupar a vaga do deputado Sabastião Helvécio eleito para o Tribunal de Contas. Para isso, ele terá que obrigatoriamente renunciar ao cargo de vice-prefeito e com apenas 6 meses de mandato - estranho é ele não admitir esse fato. Na Assembleia ele assumirá a cadeira mas de acordo com o acerto que fez não poderá formar a sua própria equipe, sendo obrigado trabalhar com estranhos. Mais: o tempo que resta de mandato na prática é de apenas um ano, já que a campanha inicia em julho do ano que vem. Assim, Dr. Ronaldo não está fazendo um mal negócio?

Tem que se recordar que atuando como deputado durante 4 anos Dr. Ronaldo João (PDT) não foi capaz de formar uma base que o reelegesse, agora com um ano ele vai conseguir? Acho que sob o ponto de vista de sua carreira política o risco é bem alto. Se ficasse no cargo de vice ele poderia disputar a eleição de deputado e em caso de um insucesso manteria-se no cargo. Agora se perder a eleição como deputado ficará sem mandato e sem prestígio inclusive em relação ao governo municipal que poderá abandoná-lo. Outro detalhe adicional é que o eleitor que votou em Maroca confiando em tê-lo por perto pode não gostar de vê-lo abandonar a vice-prefeitura agora e penalizá-lo depois.

Bem, se ele considerou esses riscos e mesmo assim decidiu assumir a vaga é porque não teme ficar sem mandato - quem sabe romperia também o acordo de manter a equipe de estranhos. Aliás, assumindo a cadeira na Assembleia Dr. Ronaldo João poderá ter uma visibilidade e uma cobrança um tanto incomodas, que hoje no papel de vice ele não tem. E ainda com a queda na arrecadação de Minas o estado que mais foi atingido pela crise dificilmente ele poderá contar com verbas em quantidade suficiente para atender satisfatóriamente a cidade. E essa não é apenas a expectativa sobre ele.

Outro ponto é que enquanto ele se distância da população local os seus competidores aqui intesificam o trabalho com a população. Ele pode tentar manter o vinculo e proximidade mas ao custo de frustrar a expectativa da cidade em relação a sua atuação na Assembleia. Porque Sete Lagoas está há muito tempo sem deputado e isso eleva a expectativa e a cobrança o que ele pode não estar pronto para corresponder. Portanto, a ida de Dr. Ronaldo João para Assembleia é uma decisão de alto risco.
Postar um comentário