quarta-feira, 1 de julho de 2009

Sete Lagoas terá o maior Centro Aeromédico do Brasil, diz Prefeitura

Vai ser aberta licitação para obra com emenda de R$ 1 milhão de Márcio Reinaldo

Nos últimos dias, várias reuniões envolvendo o Prefeito de Sete Lagoas, Mário Márcio Campolina Paiva, e representantes da Polícia Rodoviária Federal foram realizadas, visando o início da obra de construção do maior Posto da Polícia Rodoviária Federal do Brasil, equipado inclusive com um Centro Aéreo Médico 24 horas por dia. Na manhã de segunda-feira, engenheiros, técnicos, prefeito e representantes da Polícia Rodoviária voltaram a se reunir quando foi apresentado o projeto arquitetônico do Posto Avançado com capacidade de abrigar entre 100 e 150 agentes da PRF em Sete Lagoas. Estiveram presentes o engenheiro que está gerenciando o projeto, Adir Almeida Filho, o engenheiro eletricista, Eduardo Lélis, prefeito Maroca,secretária de justiça social, Leia Lúcio Cecílio, Dr. Sílvio Silvestre que será o coordenador do Centro Aéreo Médico, chefe da Delegacia da PRF de Sete Lagoas, Darlan Lima de Souza, agentes da PRR, Reginaldo Pereira, Inspetor Valter e o superintendente substituto da Polícia Rodoviária Federal, inspetor Helênio.
Licitação em 30 dias – Depois de apresentado o projeto arquitetônico da obra que será construída ao lado da atual delegacia da PRF na BR 040, com investimentos de R$ 1 milhão, conseguidos através de emenda do deputado federal Márcio Reinaldo, o próximo passo será conclusão dos projetos preliminares e especificação e listagem dos materiais. “Acreditamos que no máximo em 30 dias tudo esteja pronto para ser iniciado o processo licitatório", disse o inspetor Darlan Lima de Souza. No local haverá sala de estabilização e o Centro de Atendimento equipado com UTI. “Com a implantação da Unidade de Atendimento ao Cidadão (UNACI), objetivo é de no máximo em 12 minutos desde a chamada, prestar o primeiro atendimento à vítima de acidente na região de cobertura deste posto avançado. É bom frisar que não só Sete Lagoas, mas várias outras regiões de Minas serão beneficiadas com este posto”, disse o inspetor Helênio.
Postar um comentário