sábado, 3 de outubro de 2009

Com medo de perder os mandatos vereadores de Belo Horizonte evitam trocar de partido


Por MARINA SCHETTINI, no O Tempo:
O medo de perder o mandato pelas mãos do próprio partido ou do Ministério Público (MP) fez com que as mudanças de legenda na Câmara de Belo Horizonte ficassem restritas a um único vereador. Mesmo assim, ela não deve acontecer espontaneamente. O vereador Carlos Henrique, do PR, deve ir para o PRB, por pressão da Igreja evangélica à qual ele pertence. A instituição religiosa tem o projeto de fortalecer o PRB e, por isso, exigiu que todos os seus políticos que vão disputar a eleição no ano que vem filiem-se à legenda.
Segundo informações de bastidores, ele iria para o PRB - mesmo sabendo que o PR tentaria reaver seu mandato pelo princípio da fidelidade partidária - para não perder o apoio da Igreja na disputa por uma vaga na Assembleia. Procurado ontem, mesmo com o prazo curto, o vereador disse que não havia se decidido. Ele foi procurado novamente antes do fechamento desta edição, sem sucesso.
Outros dois que cogitaram trocar de sigla mudaram de opinião. Ronaldo Gontijo desistiu de sair do PPS depois de fazer um acordo com o partido. Insatisfeito com a suposta falta de apoio durante as frustradas negociações para fazer parte do primeiro escalão da prefeitura, ele seguirá na legenda em troca do apoio para sua candidatura à Assembleia. "E também correria o risco de perder o mandato", lembrou.
Wellington Magalhães (PMN) também mudou de ideia. "Estou bem no partido. E também tem essa coisa de perder o mandato."
Postar um comentário