domingo, 25 de outubro de 2009

IMPECHMENT JÁ! (COMENTO ABAIXO) João Carlos da Aparecida (PT), Prefeito de Raposos, foi preso com drogas e ainda disse que passou a noite com travesti

NOVO POST: O prefeito João Carlos da Aparecida TEM QUE RENUNCIAR, LICENÇA SÓ NÃO BASTA

Leiam a matéria, COMENTO ABAIXO:

João Carlos da Aparecida (PT) (foto com PMs) disse que estava fazendo programa com um travesti
Por Renata Galdino, no HOJE EM DIA

Depois de assinar um TCO na delegacia, João Carlos da Aparecida pagou multa e foi liberado
O prefeito de Raposos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), João Carlos da Aparecida (PT), 45 anos, foi flagrado pela polícia, na manhã deste domingo (25) ontem, no Bairro Bonfim, Região Noroeste da capital, com três porções de crack. À polícia, ele contou que estaria usando a droga na companhia de um travesti.

Leia também:

Vote na Enquete ao lado:
Quem você quer como governador de Minas Gerais a partir de 2011?

Há sete meses, o prefeito foi abordado nas imediações do Aglomerado Pedreira Prado Lopes (PPL) suspeito de comprar entorpecentes usando o carro oficial da prefeitura. Na época, ele alegou ter sido vítima de armação arquitetada por adversários políticos.

O prefeito foi abordado dentro de seu carro particular, um Fiat Uno, em frente ao número 8 da Rua Gama, por volta das 11 horas. Militares do Batalhão Rotam chegaram ao local depois de uma denúncia anônima. “Ele contou que estava desde a noite de sábado (24) usando droga e fazendo programa com o travesti”, disse o cabo Washington Gonçalves. O suposto travesti ainda não foi localizado.

Ao ser abordado, João Carlos tentou fugir. “Apesar de calmo, estava sonolento e falando coisas sem nexo”, contou o militar. O chefe do Executivo de Raposos prestou depoimento na Seccional Noroeste e foi liberado depois de assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Ele deve responder por uso de drogas. João Carlos também foi multado pela tentativa de fuga e teve a carteira de habilitação e o carro apreendidos.

Por volta das 16h30, a reportagem do HOJE EM DIA ligou para a casa onde o prefeito mora com a mãe, uma senhora de 84 anos, em Raposos, e foi atendida por uma mulher que se identificou como Jordana, sobrinha dele. Ela alegou que até aquela hora a família não tinha conhecimento da ocorrência. Os dois números de celulares do prefeito estavam desligados.

Até as 17h35, o chefe de gabinete da prefeitura, Hudson Leal, afirmou que também não sabia da ocorrência, e que nunca presenciou o prefeito fazendo uso de drogas. “Temos uma amizade de mais de 30 anos. Se ele usa, é uma surpresa para mim”, salientou.

Porém, Leal adiantou que João Carlos estaria em tratamento no Hospital São José, em BH, para curar uma depressão, com o uso de medicamentos controlados. A doença teria sido em decorrência da “pressão de administrar uma cidade”. “A orientação médica era para a internação, mas ele não quis e preferiu continuar trabalhando”, disse.

João Carlos da Aparecida cumpre o seu primeiro mandato em Raposos, que tem 15 mil habitantes. Ele foi eleito no ano passado, com 3.066 votos, pela coligação Muda Raposos. Em 1992, João Carlos foi eleito vereador na cidade. Solteiro, o prefeito é engenheiro civil e trabalhava na Copasa.

No primeiro semestre, a Câmara Municipal de Raposos chegou a instaurar um processo administrativo para apurar o uso do carro oficial do município na capital mineira, durante o episódio na Pedreira.

No entanto, a ação foi arquivada após 90 dias porque o prazo legal para concluir a investigação expirou sem que os vereadores conseguissem ter acesso a informações pedidas à Polícia Militar, como a cópia do boletim de ocorrência feito na ocasião e uma filmagem do veículo circulando nas imediações do aglomerado.

Comento

Será que este senhor (foto) terá pelo menos a dignidade de renunciar imediatamente ao cargo? Ou ele recorrerá a estratégia ensinada pelo seu correligionário Lula de transformar a natureza do crime?

Em 2005 o presidente com ajuda do ministro Márcio Tomaz Bastos editou à ação criminosa de compra do Congresso (Mensalão) para mero caixa 2. Raposos vai deixar isso acontecer?

Leiam também:
AÉCIO NEVES É MAIS-LULA E FHC; NÃO PÓS-LULA

O presidente do PT municipal da cidade de Sete Lagoas me mandou um comentário dizendo "que tem [drogas] em todos os partidos..." Concordo. O que costuma ser diferente é autoreação da turma petista, que considerando-se a serviço de um milenarismo superior relativiza suas ações nefastas como a lorota de estar ajudando a sociedade a alcançar uma nova terra prometida.

Claro, no caso em questão, é mais difícil, afinal o Zé da Aparecida é reincidente, e o crime flagrado, a exemplo dos dólares na cueca, é pessoal demais para blá, blá, blá da turma. Ainda assim, o perigo é ele dizer que o entorpeceste é insumo para reflexão política e melhoria gestão.

No petismo com as honrosas exceções que existem, a safadeza é a regra. Por isso, a população da cidade de Raposos tem protestar já - mesmo não sendo um cidadão raposense me solidarizo com as pessoas de bem da cidade, que devem estar indignadas.

Mande seu protesto por e-mail: comunicacao@raposos.mg.gov.br, ou telefone (31) 3543-1276 o site prefeitura é: http://www.raposos.mg.gov.br/. Esse sujeito tem que ser posto para fora já!
Postar um comentário