quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Entrevista coletiva do prefeito de Sete Lagoas Maroca (PSDB)

Da Prefeitura de SL
O prefeito de Sete Lagoas, Mário Márcio Maroca, convocou a imprensa ontem (14) para uma entrevista coletiva no gabinete, acompanhado dos secretários de Planejamento, Flávio de Castro, de Transporte e Trânsito Urbano, Eduardo Betti, e de Fazenda, Túlio França. Maroca anunciou a conquista de verba de R$ 1,2 milhão para a Secretaria de Transportes e fez um balanço sobre os dez meses de gestão.

TRÂNSITO
Por meio de emenda parlamentar do deputado federal Márcio Reinaldo, Sete Lagoas receberá investimento de R$ 1,2 milhão para a mobilidade urbana. “Esse verba está assegurada para esse ano. O Eduardo Betti definirá o projeto de melhoria da sinalização das ruas e construção de passarelas. As obras começarão em breve”, antecipou o prefeito.
PAC ÁGUA
As obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Água, em Sete Lagoas, começarão nessa segunda-feira (19). “Semana que vem, darei a ordem de serviço para começar a obra. A falta de água vai estar, praticamente, solucionada com esse sistema misto de interligação dos poços artesianos e a captação do rio das Velhas”, declarou.

SAAE
Questionado sobre a implementação da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) na cidade, o prefeito Maroca esclareceu os motivos de não adoção da instituição. “O PAC Água e os investimentos que estão sendo realizados pela prefeitura são, justamente, para reestruturar o SAAE e não existem motivos para a mudança nesse momento”. Maroca lembrou que, além da Copasa, outras companhias de abastecimento de água e esgoto procuraram a administração municipal para oferecerem propostas, as quais foram refutadas.

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL
Diante do crescimento de Sete Lagoas e a instalação de indústrias e empresas, Maroca declarou que a prefeitura investe para garantir que a mão de obra sete-lagoana ocupe as vagas de emprego que serão abertas. “O convênio com o governo de Minas no Programa de Educação Profissionalizante, de R$ 5,5 milhões, proporcionará a formação de nossos jovens e adultos de acordo com a demanda do mercado. Um exemplo disso é o convênio com a Ambev, no qual todos os profissionais estão sendo formados na Escola Técnica”, ressaltou.
TURISMO
A modernização da Arena do Jacaré trará novas perspectivas para o turismo local, acredita o prefeito. “Sete Lagoas já se prepara para ser subsede da Copa de 2014 e, por onde a Copa passou, deixou bons frutos. A rede hoteleira, em especial, será aquecida com os torcedores que virão para cá”, disse. Maroca aproveitou a ocasião para informar que a prefeitura elabora um projeto para desenvolver o turismo esportivo, tendo em vista a permanência dos torcedores nos finais de semana dos jogos para conhecer outros pontos da cidade.

SAÚDE
“A saúde é o grande problema nosso. Temos investido cerca de 30% da arrecadação e os resultados não aparecem. A administração municipal modificará a gestão da saúde”, avisou Maroca, informando sobre a implantação de sistema informatizado para controle de verbas e gastos no setor. Questionado sobre as recentes denúncias de superfaturamento, o prefeito foi taxativo: “a primeira ação que fiz foi solicitar que a Corregedoria e Procuradoria apurem os fatos. Na próxima semana terei um relatório. Caso existam culpados, eles serão punidos”.

PERSPECTIVAS
O secretário de Planejamento, Flávio de Castro, esclareceu sobre a realidade econômica em 2009. “Sete Lagoas arrecadou cerca de R$ 20 milhões a menos que no ano passado, o que dificultou algumas ações”, destacou Castro. O prefeito Maroca lembrou que o ano de 2010 terá orçamento de R$ 408 milhões, similar ao que era esperado para esse ano, permitindo mais investimentos e melhorias na cidade.

DIÁLOGO
Maroca ressaltou a mudança na forma de fazer política na cidade. “Hoje, as pessoas podem reivindicar sem medo de sofrerem retaliações. Estamos abertos ao diálogo”. A relação com o deputado federal Márcio Reinaldo foi avaliada: “fomos adversários em campanha, mas isso é passado. Hoje, trabalhamos e lutamos por um só objetivo: o desenvolvimento de Sete Lagoas. E essa parceria tem dado certo”.
Postar um comentário