segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Prefeito João Carlos da Aparecida TEM QUE RENUNCIAR, LICENÇA SÓ NÃO BASTA

Leiam comento abaixo:
Após ser preso com crack, prefeito de Raposos pede licença de seis meses
João Carlos da Aparecida foi internado para tratamento e será substituído pelo vice-prefeito Nélcio Duarte Neves a partir de terça (27)
Por Alex Capella, HOJE EM DIA:

João Carlos foi preso no domingo (25) com três pedras de crack no Bairro Bonfim
Em reunião extraordinária, realizada no início da noite desta segunda-feira (26), a Câmara Municipal de Raposos (Grande BH) aprovou um pedido de afastamento do prefeito João Carlos da Aparecida (PT) pelo período de 180 dias, por motivo de saúde.

O petista foi preso no domingo (25) com três pedras de crack no Bairro Bonfim, Região Noroeste de Belo Horizonte. Na delegacia, o prefeito teria assumido ter passado a madrugada com um travesti, consumindo drogas. Os vereadores estudam instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o envolvimento de Aparecida com o tráfico.

No ofício 291/09 enviado à Câmara, o prefeito pediu o afastamento das funções no Executivo por seis meses, “em face do problema de saúde”, para dar continuidade ao “tratamento médico”. Em setembro, o prefeito já havia pedido licença médica de nove dias para tratamento de um quadro de depressão.

A Lei Orgânica do município diz que, em caso de afastamento maior de dez dias, o vice assume a prefeitura. Na licença anterior, o prefeito despachou na administração por meio período, evitando a necessidade da substituição. Agora, o vice-prefeito Nélcio Duarte Neves (PT) assumirá a partir de terça-feira (27).

Na cidade, segundo o vereador Helinho Rocha (PP), o clima é de constrangimento. “Não se trata de disputa política e, sim, de responsabilidade com a coisa pública. Temos de ter certeza que o prefeito terá condições de voltar ao cargo. E, antes disso, precisamos saber qual o seu grau de envolvimento com o mundo das drogas”, disse.

Trata-se da segunda vez em menos de seis meses que Aparecida é flagrado com entorpecentes em Belo Horizonte. No início do ano, o prefeito foi detido em uma boca de fumo no aglomerado Pedreira Prado Lopes, na Região Noroeste. Desta vez, Aparecida foi flagrado com três pedras de crack, na mesma região.

O prefeito foi levado para a Delegacia Adida do Juizado Especial Criminal (Deajec), onde foi autuado em flagrante como usuário de drogas, conforme boletim interno simplificado utilizado nesses casos. Mais

COMENTO
A Câmara Municipal de Raposos não pode ser benevolente com o prefeito. Segundo a reportagem de O Tempo Online "caso o prefeito não assine o seu pedido de afastamento, a Câmara Municipal vai reabrir a Comissão Processante, que investigou as primeiras denúncias que aconteceram em março de 2009." Ora, então agora que ele se licenciou pode voltar depois, tudo bem?

Não, não, licença não basta. Ou ele renuncia abrindo mão do cargo completamente ou o poder legislativo tem que abrir ou reabri a Comissão Processante. Se a Câmara não agir este senhor poderá retomar o cargo em 180 dias, não é este o período de sua licença? Dessa forma a sua perspectiva de poder permanecerá. E a cidade estará sob uma gestão interina do vice-prefeito. E este homem permanecerá como um defunto político insepulto, que o PT tentará ressuscitar. Podem contar com isso meus senhores.

Anotem aí, se não for aplicada a pena máxima a João Caros o petismo o fará de vítima. Eles vão dizer que depois dessa licença ele conseguiu recuperar e até pode ser exemplo para "outras pessoas que passam pelo mesmo problema".

Bem, a hora de agir é agora e sem compaixão besta.
Postar um comentário