quinta-feira, 22 de outubro de 2009

DEPUTADO MÁRCIO REINALDO (PP) NÃO DEFENDE O PRODUTOR RURAL, ELE ESTÁ ENTRE OS QUE ACOVARDARAM-SE E TIRARAM O NOME DO REQUERIMENTO DA CPI DO MST


da Folha Online
Até a meia-noite de ontem, governo e oposição travaram uma batalha em torno da CPI do MST. Enquanto os governistas tentavam garantir a retirada de assinaturas, os oposicionistas ampliaram o número de parlamentares que apoiaram a investigação.
O requerimento que tinha recebido o aval de 182 deputados quando foi lido em plenário. A base governista conseguiu convencer 19 deputados a retirarem seus nomes. Mas a oposição tinha 47 nomes de "gaveta" para acrescentar ao requerimento. Com isso, a CPI deu entrada com os nomes de 210 deputados e de 36 senadores --um a mais que o requerimento inicial.
Veja abaixo a lista de deputados que retiraram nomes do requerimento da CPI do MST
Aelton Freitas (PR-MG)
Antonio Cruz (PP-MS)
Charles Lucena (PTB-PE)
Dr. Nechar (PP-SP)
Eduardo da Fonte (PP-PE)
Fernando Chiarelli (PDT-SP)
Francisco Rossi (PMDB-SP)
Geraldo Thadeu (PPS-MG)
João Carlos Bacelar (PR-BA)
João Magalhães (PMDB-MG)
Jurandil Juarez (PMDB-AP)
Leo Alcântara (PR-CE)
Luciano Castro (PR-RR)
Marcelo Teixeira (PR-CE)
Marcio Reinaldo Moreira (PP-MG)
Tonha Magalhães (PR-BA)
Vilson Covatti (PP-RS)
Vinícius Carvalho (PTdoB-RJ)
Wellington Roberto (PR-PB)

Nem a imagem da destruição de 7 mil pés de laranjas assegurou a assinatura do dep. Márcio Reinaldo (PP):
Postar um comentário