sexta-feira, 9 de outubro de 2009

CAPTAÇÃO DE ÁGUA NO RIO DAS VELHAS, E A MUDANÇA NO PROJETO

Leiam a seguir trecho do E-mail do Ministério das Cidades em azul enviado a mim ontem (08/10) e comparem com o que disse no dia (30/09) em seguida:

E-MAIL MINISTÉRIO:

A APROVAÇÃO DO PROJETO BÁSICO FOI FEITA COM RESSALVAS E SUGESTÕES.

UMA VEZ QUE NO CONTRATO ESTA PREVISTA A ELABORAÇÃO DO PROJETO EXECUTIVO, ESPERAMOS QUE NA ELABORAÇÃO DESTE, AS SUGESTÕES E RESSALVAS POSSAM SER INCORPORADAS.

Assim, esperamos resolver o problema do déficit hídrico na cidade, bem como a problemática do abatimento do solo.

COMPARE COM O QUE EU DISSE NO 30 DE SETEMBRO:

Na Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009 escrevi o post A CIDADE IGNOROU O MEU ALERTA, O MINISTÉRIO DAS CIDADES NÃO: VAI MUDAR O PROJETO DO PAC, leiam um trecho deste post volto em seguida:

SIM, O MINISTÉRIO DAS CIDADES VAI MUDAR O PROJETO DO PAC PARA ABASTECIMENTO DE ÁGUA DA CIDADE, FUI INFORMADO DIRETAMENTE POR UMA TÉCNICA ONTEM. A PROPOSTA COMO ESTÁ MANTÉM 55% DE CAPTAÇÃO DE ÁGUA SUBTERRÂNEA. O QUE É UM GRAVE ERRO, AGORA RECONHECIDO PELAS AUTORIDADES FEDERAIS. Localmente eu tentei de tudo para alertar os dois governos locais - Leone e Maroca - para o equivoco, sobretudo, o de Leone que contratou o projeto. Mas nada, ignorou-se o problema, numa atitude irresponsável e descompromissada com a verdadeira solução.
(...)
O GRAVE ERRO QUE MOSTREI AOS TÉCNICOS DO MINISTÉRIO É MANTER A CAPTAÇÃO DE ÁGUA SUBTERRÂNEA POR TODOS OS RISCOS QUE ISSO SIGNIFICA. ALGO QUE DEVERIA TER SE ATENTADO AQUI E FEITO TODO ESFORÇO TÉCNICO-POLÍTICO PARA MUDAR. É UMA VERGONHA QUE ISSO TENHA QUE SER FEITO POR BRASÍLIA. E POR MAIS QUE SE ALTERE A PROPORÇÃO DE CAPTAÇÃO DE ÁGUA SUBTERRÂNEA PARA UM MANANCIAL SUPERFICIAL - RIO DA VELHAS -, O NECESSÁRIO É CHEGAR A ZERO DE CAPTAÇÃO SUBTERRÂNEA. Afinal todos na cidade tem o direito a mesma qualidade de água e ao menor risco possível de abatimento do solo.
É UM ALENTO QUE O MINISTÉRIO DAS CIDADES RECONHEÇA O ERRO DO PROJETO E PROMOVA MUDANÇAS. Disse-lhes "o Ministério das Cidades tem mandar corrigir esse projeto". Mas a solução é a reformulação completa do projeto para que tenhamos 100% de fonte superficial. Assim, vejo essa mudança reconhecida com o primeiro passo para a alteração total que tem ser feita.

VOLTEI

Quem não me conhece poderia achar que eu estou feliz por ter antecipado a informação correta no dia 30 de setembro COMO PODEM VER NA COMPARAÇÃO DO POST COM O E-MAIL DO MINISTÉRIO DAS CIDADES, SOBRE A MUDANÇA NO PROJETO. Não, não é isso que me faz feliz, O MEU ALENTO E AINDA NÃO É A SATISFAÇÃO COMPLETA É TER A INFORMAÇÃO OFICIAL QUE O PROJETO TERÁ MUDANÇAS COMO EU MOSTREI AO MINISTÉRIO DAS CIDADES QUE PRECISAVAM SER FEITAS "o Ministério das Cidades tem que mandar corrigir esse projeto". OK!, O PROJETO TERÁ QUE INCOPORAR MUDANÇAS. AH, E EU ESTOU MUITO MENOS FELIZ PORQUE AJUDEI O GOVERNO FEDERAL A ORIENTAR O MUNICÍPIO A FAZER ALTERAÇÕES, E MUITO MAIS PORQUE AS MUDANÇAS NECESSÁRIAS TERÃO QUE SEREM FEITAS, sobretudo, alteração na proporção de captação de água do Rio das Velhas em detrimento da água de subsolo que vai diminuir e tem que chegar há zero.

Ou seja, eu não estou ligando por ter dado a informação antes - o que absolutamente irrelevante aqui - e muito menos por ter sido o agente popular da mudança no diálogo com o Governo Federal. O que importa, aí sim, é o resultado. Agradeço a equipe do Ministério das Cidades por termos dado um passo importante a favor das coisas certas. E não gostaria que a Prefeitura sinta qualquer ponta de ciume besta, eu só quero ajudar a melhorar as coisas em Sete Lagoas para a gente viver melhor. A propósito estou de braços abertos para trabalhar volutariamente com a Prefeitura e fazermos a mudança completa nesse projeto.

Em outro post, no entanto, proponho um avanço neste assunto tratando da melhor decisão para a cidade de Sete Lagoas, que vai além desse projeto.

Postar um comentário