terça-feira, 13 de outubro de 2009

Em missa, Serra pede “governantes íntegros para o povo


No Globo Online:
O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), discursou nesta segund-afeira para 43 mil fiéis no Santuário Nacional de Aparecida, e aproveitou para dizer que o país precisa de governantes íntegros, que sirvam ao povo, em vez de se servirem da população. Depois da missa, Serra afirmou que não pretendia usar o evento para mandar recados a ninguém e que sua afirmação se tratou apenas de uma reflexão no Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil.

“O Brasil precisa de governantes que sejam íntegros, que sirvam ao povo, em vez de se servirem do povo; e que tenham como preocupação central abrir oportunidades a nossas famílias: oportunidades de trabalho, de cultura, em um ambiente de espiritualidade fraterna. Assim é possível garantir um futuro de amor, de paz, que permita ao nosso país se encontrar dentro da justiça e da solidariedade”, discursou Serra.

Depois da celebração, o governador tucano saudou os peregrinos de todo o país, que participaram das celebrações no Santuário, e ressaltou o valor simbólico da padroeira do Brasil.

“Sua imagem é representada pela pele de cor castanho escura, que expressa as diferentes raças e culturas do mundo, e a coroa que usa lhe confere a condição de rainha, cuja grandeza está no serviço de libertação do povo que anseia por uma sociedade justa e solidária” - discursou na Basílica de Aparecida.

Foram celebradas quatro missas na Basília nesta segunda-feira. Serra participou da Missa Solene, às 10h. Também participou da celebração o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, recém-filiado ao PSB e pré-candidato para as eleições de 2010. A missa foi oficiada pelo bispo dom Geraldo Magela Agnelo, arcebispo de Salvador, e contou com a participação especial da cantora lírica Sylvia Clein e do ator Eriberto Leão.

Serra não é o primeiro pré-candidato a presidente a participar de um evento religioso. No sábado, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, assistiu, em Belém do Pará, ao lado da governadora Ana Júlia (PT) à procissão do Círio de Nazaré . Ela elogiou a fé do povo e, ao observar que muitos fiéis levavam sobre a cabeça réplicas de uma casa ou tijolos, como símbolo de agradecimento ou pedido pela casa própria, aproveitou para elogiar o programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida, que tem a ambição de construir 1 milhão de residências populares até o fim do ano que vem.
Postar um comentário