sábado, 13 de julho de 2013

MAIOR PRÉDIO DO MUNDO

China inaugura maior prédio do mundo, com praia e sol artificiais

PUBLICIDADE
 
MARCELO NINIO
DE PEQUIM
A China acrescentou mais um feito a sua coleção de superlativos.
Inaugurado no mês passado na megalópole de Chengdu, sudoeste do país, o New Century Global Center ganhou o título de maior prédio do mundo, desbancando o aeroporto de Dubai, que detinha o recorde.
Wang Xiaobo/EFE
Vista panorâmica do edificio New Century Global Center, considerado o maior edifício do mundo
Vista panorâmica do edificio New Century Global Center, considerado o maior edifício do mundo
O novo colosso chinês tem uma área de 1,7 milhão de metros quadrados, onde caberiam dez Maracanãs.
Mas não é só o tamanho que impressiona na estrutura ondulada de aço e vidro.
O complexo foi projetado para abrigar várias atrações, incluindo uma praia com capacidade para 6.000 banhistas, que poderão se esbaldar nas maiores ondas já produzidas artificialmente.
A espessa cortina de névoa e poluição que costuma cobrir Chengdu não será problema, afirmam os autores do projeto. O prédio terá um sol artificial que brilhará 24 horas por dia, graças a uma tecnologia de iluminação importada do Japão.
"Esta é uma cidade oceânica construída pelo homem", disse o guia Liu Xun ao jornal australiano "Sydney Morning Herald". "Haverá mil quartos de hotel, todos com vista para o mar".
Para garantir o clima praiano, um dispositivo reproduzirá o sopro da brisa marinha. Não faltará pôr do sol, que será projetado num painel de alta definição de 150 metros, o mais longo do planeta.
Além dos dois hotéis cinco estrelas, o megaprojeto abriga um dos maiores shopping centers do país, escritórios, um rinque de patinação e cinema com 14 salas.
Para não fugir à bizarra mania chinesa de copiar atrações turísticas de outros países, o complexo conta ainda com um bazar árabe e uma vila mediterrânea.
Situado no centro financeiro de Chengdu, o New Century Global Centre é um dos vários projetos arquitetônicos traçados pela província de Sichuan para transformar sua capital em um polo turístico internacional.
Do outro lado da rua será erguido o Centro de Arte Contemporânea de Chengdu, projeto com a assinatura da premiada arquiteta britânica-iraquiana Zaha Hadid, que terá teatro, casa de ópera e um museu.
Conhecida por abrigar a maior reserva de pandas do mundo e pelo terremoto que deixou quase 90 mil mortos em 2008, a província de Sichuan teve a reputação recentemente abalada por ruidosos casos de corrupção.
Segundo a revista de economia "Caixin", Deng Hong, dono da empreiteira por trás do maior prédio do mundo, está detido há três meses por suspeita de envolvimento em negócios ilícitos.
Postar um comentário