sexta-feira, 19 de julho de 2013

INVESTIMENTOS EM MINAS GERAIS 2013

Novos investimentos em Minas somam quase R$ 10 bilhões e geram mais de 45 mil empregos

A informação foi divulgada pela secretária de Desenvolvimento Econômico Dorothea Werneck, que recebeu a consolidação dos números do Indi
Leonardo Horta/SEDE
O vice-presidente do INDI, Maurício Cecílio e o diretor da Multilaser, Renato Feder assinam protocolo de intenções para expansão da Multilaser, no Sul de MG
O vice-presidente do INDI, Maurício Cecílio e o diretor da Multilaser, Renato Feder assinam protocolo de intenções para expansão da Multilaser, no Sul de MG
No primeiro semestre de 2013, o Governo de Minas atraiu R$ 9,8 bilhões em novos investimentos para o Estado, que serão responsáveis pela geração de 14.140 empregos diretos e por outros 31.626 indiretos. A informação foi divulgada pela secretária de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Dorothea Werneck, que recebeu, a consolidação dos números do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi) sobre a assinatura de 51 protocolos de intenções com empresas de diversos setores de janeiro a junho.
Para a presidente do Indi, Monica Cordeiro, a preocupação do Governo de Minas é possibilitar aos empresários um clima propício aos investimentos, por meio da orientação e do apoio. “Neste primeiro semestre o principal destaque foi a consolidação de algumas estratégias que irão garantir ao Estado diferenciais para atrair empreendimentos, principalmente em setores inseridos na chamada Nova Economia. Estas estratégias passam pela preparação de territórios, estímulo ao ambiente de inovação, capacitação e desenvolvimento de pessoal qualificado e estímulo ao empreendedorismo”, afirmou.
Durante os seis primeiros meses do ano, entre os setores que atraíram investimentos estão os de energia (biodiesel e etanol); Alimentos, bebidas, fumo e agronegócio; metalurgia, Centros de Distribuição; Eletroeletrônica; Indústria Química; Mineração; Mecânica e Bens de Capital.
Merecem destaques os protocolos no setor de energias renováveis assinados com a Companhia Mineira de Açúcar e Álcool (CMAA) e com a El Shadday Brasil Biodiesel. A CMAA está investindo R$ 2,4 bilhões na instalação e ampliação de três empreendimentos em Uberaba e Uberlândia, para produção de etanol, açúcar e geração de energia elétrica. Já a empresa El Shadday, que está sendo implantada em Pompéu, região central, com investimento de R$ 56,13 milhões, deverá produzir, a partir de 2014, 33 milhões de litros por ano de biocombustível. Já no Sul de Minas, em Poços de Caldas, a ThyssenKrupp do Brasil, fornecedora da indústria automobilística, está investindo R$ 100 milhões na produção de  conjuntos integrados de tampa do cabeçote do motor com eixos comando de válvula. O início da produção está previsto para até 2015.
Novos protocolos
Quatro novos protocolos de intenções, todos no Sul do Estado, acabam de ser assinados pelo Governo de Minas, por meio do Instituto de Desenvolvimento Integrado (Indi), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede).  A previsão de investimentos é de R$ 54 milhões e geração de mais de 700 empregos, visando à ampliação e à implantação de unidades industriais da Powerfast Indústria, Comércio, Importação e Exportação Ltda., HBL Antenas (Ícaro Pitanguí Alves de Melo), Multilaser Industrial S.A. e Exsto Tecnologia Ltda.
A Multilaser Industrial S.A. irá expandir sua unidade no município de Extrema, com o objetivo de produzir, importar e comercializar brinquedos, mediante investimento de R$ 47,6 milhões. A expectativa é de geração de 419 empregos diretos e 138 indiretos. As operações da empresa foram iniciadas em 1987, atuando com a remanufatura de cartuchos de impressão. Hoje distribui mais de 1,5 mil itens nos segmentos de eletrônicos, telefonia celular, acessórios de informática, mídias e impressão. Com sede em São Paulo, a Multilaser pretende concluir seu projeto em abril de 2014, quando deverá atingir a capacidade de produção de 190 mil unidades por ano.
Já a Powerfast irá investir R$ 5,45 milhões para a ampliação e inovação tecnológica de sua unidade no município de Elói Mendes. De acordo com o protocolo será implantada uma unidade industrial para fabricação e comercialização de periféricos para equipamentos de informática e produtos eletrônicos tais como: tablet, microcomputador, notebook, GPS portátil, telefone celular e netbook. A perspectiva é de que sejam gerados 90 empregos diretos e 270 empregos indiretos.
O projeto tem término previsto para dezembro de 2015, quando deverá atingir a capacidade de produção de 400 mil unidades por ano. Com vendas apenas no atacado, a previsão da demanda é de cinco mil peças por mês ainda em 2013 e 20 mil peças por mês no próximo ano.
Em Santa Rita do Sapucaí, a HBL Antenas irá investir R$ 505 mil na implantação de uma unidade industrial destinada à fabricação de antenas parabólicas para frequência licenciada e link de rádio ponto a ponto. A HBL Antenas aposta na implantação da tecnologia 4G para desenvolver projetos próprios na área de antenas específicas para aeronáutica e aeroportos. A empresa pretende em 2014 expandir sua produção com equipamentos de rádio para comunicação ponto a ponto, comunicação entre torres e celulares. Hoje a HBL importa as peças de antenas. Com término previsto para janeiro de 2016, a unidade irá gerar 35 empregos diretos e outros 70 indiretos, quando deverá atingir a capacidade de produção de mil unidades por ano.
Destinada a fornecer soluções para o ensino tecnológico, a Exsto Tecnologia Ltda, localizada em Santa Rita do Sapucaí, irá investir cerca de R$ 2,5 milhões na expansão de sua unidade industrial destinada à fabricação de banco de ensaios. Trata-se de equipamentos voltados para o ramo de didática tecnológica focada no desenvolvimento de soluções que possam agregar maior qualidade no ensino de novas tecnologias em instituições de ensino nacionais e internacionais.
Hoje a Exsto Tecnologia possui grandes clientes como a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade de São Paulo (USP), Serviço Nacional da Indústria (Senai), Cotemig,  além de atender todo o Brasil, América Latina e África. Com o novo projeto que deverá ser concluído em dezembro de 2014, a empresa deverá criar 17 empregos diretos e 34 indiretos.
Postar um comentário