segunda-feira, 1 de março de 2010

EXCLUSIVO! AGORA ENTREVISTA DO DIRETOR DA PREFISAN PÕEM EM XEQUE DEFINITIVO A INFORMAÇÃO DO "DR. GUARACI" SOBRE OBRA DO PAC DO VERDE VALE E USO DO DINHEIRO PÚBLICO

O diretor da Prefisan me confirma que a sua empresa de fato destruiu a rede esgotamento sanitário da rua Milton Avelar, mas ele vai além e da uma informação absolutamente clara de que "tem um projeto específico de execução, que essa rede de drenagem interferiria, sem questão alguma na rede esgoto anterior". Aí, para não restar dúvida eu o questionei:

"Isso significa que a intervenção que fosse ser feita ali, ela interferiria, ela teria que destruir, a palavra correta é essa, o encanamento que já estava ali, é fato isso, não é Hefren?"

Ele respondeu:
"É fato. É fato. Realmente tem que remover o serviço que estava lá e fazer novamente esse serviço."
Síntese até aqui: É errada a informação do engenheiro Guaraci, apresentada pelo deputado Márcio Reinaldo, que informou "que ao abrir a rua deparou-se com rede de esgoto antiga, que não possui as condições mínimas exigidas e que isso NECESSITA DE UMA CORREÇÃO POR PARTE DO SAAE." OBSERVEM QUE A INFORMAÇÃO REFERE-SE A UMA "NECESSIDADE" PRESENTE DO SAAE E NÃO TRATA A COISA COMO UMA CONSEQUÊNCIA DA INTERVENÇAO, MAS COMO UM PROBLEMA DE IDADE DA REDE E FALA DE UMA VERBA QUE SAIRIA AS PRESSAS, VEJAM "IRÁ alocar UMA VERBA ESPECÍFICA DO PAC, PARA CORRIGIR ESTE PROBLEMA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL. BEM, "esse problema" não é um problema como está colocado, mas uma ação da intervenção planejada pela engenharia da empresa e assumida por ela, que "tem um projeto específico de execução".
A questão fundamental é que o Sr. Hefren Zuccheratt diz na entrevista também que o serviço "estava feito de forma inadequada, com materiais com qualidade ruim". O que é um problema da maior parte da rede de esgotamento sanitário da cidade, mas o ponto é: se a rede fosse estivesse com serviço adequado e fosse qualidade ela teria que removida do mesmo jeito? A resposta é sim, vejam a minha pergunta para esclarecer de forma peremptória a questão: "Então era necessário que houvesse essa remoção dessa rede para que vocês fizessem o quê, a sua..." O diretor responde: "Pra que fizesse a rede de drenagem completa." , portanto, ainda que a rede de esgoto estivesse com um serviço de primeira ela teria que ser removida. O Sr. Zuccheratt me explicou que a abertura para se fazer a rede de drenagem atingiu 5 metros de largura na rua e que dessa forma não haveria, como é bem lógico compreender, uma maneira de fazer a intervenção sem que a rede de esgoto fosse atingida. Diante disso, como o Sr. Guaraci tem a coragem de dizer "que isso necessita de uma correção por parte do SAAE". Se isso já estava no "escopo" do "projeto específico de execução" pela empresa.
Bem, a empresa informou que calculou previamente o dano certo a rede de esgoto. Diante desse planejamento não há que se falar que a autarquia alega não ter condições de executá-la segundo o mesmo e-mail. O SAAE, neste caso, não tendo ou tendo condições de execução da obra, não tem é responsabilidade para com a mesma, por isso, já restava-me claro que se empresa tinha destruído a rede ela tinha que consertar. Mas, atenção, AGORA MUITO MAIS GRAVE PORQUE SE SABE QUE ISSO FAZIA PARTE DO PLANEJAMENTO.
Diretor X Encarregado
Uma contradição que tem aí é que o encarregado disse que a sua empresa não iria fazer "e agora vai", porque não iria fazer se estava na conta do projeto? Aqui, neste particular, essa informação do encarregado condiz com o que a empresa Prefisan vinha deixando de fazer na prática ao abandonar, por vários meses o que era sua responsabilidade planejada previamente e assumida como sua pelo Sr. Hefren Zuccheratt. Por quê a demora, com prejuízo material disso se havia uma previsão de execução no projeto pela empresa? E por que estranhamente no "Dr. Guaraci" informou "QUE ISSO NECESSITA DE UMA CORREÇÃO POR PARTE DO SAAE" E NÃO DA EMPRESA QUE CONFIRMA ATRAVÉS, AGORA DA DIREÇÃO, SUA RESPONSABILIDADE? ISSO VAI SER SER OBJETO DE INVESTIGAÇÃO DA CÂMARA DE VEREADORES OU SÓ OUTROS ÓRGÃOS E O PARLAMENTO VAI ANDAR A REBOQUE DOS FATOS?
Diante da entrevista agora da cúpula empresa fica a mesma dúvida levantada antes, agora reforçada porque se tem oficialmente a confirmação pelas palavras do executivo-chefe que tudo já estava no planejamento, mas muito estranhamente não saía plano para execução desde outubro. Portanto: O questionamento a seguir feito no post que tudo foi revelado pela primeira vez é mais valido do que nunca:
1) O QUESTIONAMENTO
Essa demora em prosseguir a obra não seria uma forma de dar um jeito do SAAE assumir o serviço da empreiteira, como informou o "DR. GUARACI" (ATENÇÃO! INFORMOU ANTES DESSAS REVELAÇÕES DO ENCARREGADO DE OBRAS, QUE PEGO POR MIM DE SURPRESA, O FUNCIONÁRIO DE CAMPO DEIXA EVIDENTE QUE A SUA EMPRESA É A RESPONSÁVEL): "QUE ISSO NECESSITA DE UMA CORREÇÃO POR PARTE DO SAAE, QUE ALEGA NÃO TER CONDIÇÕES DE EXECUTÁ-LA." Importante: atenção!, o encarregado revelou a mim com todas as palavras que a sua empresa não iria fazer "e agora vai". Assim, resta claro que a cobrança pública da "moradora indignada" exigiu uma mudança nos planos , não é mesmo? A "moradora indignada" atrapalhou um pouco os negócios, não? E o encarregado Eduardo declarou que "Não era" a sua empresa que iria fazer a obra que começou e sim como informou o "DR. GUARACI" o SAAE, a pergunta chave é: para onde iriam os recursos dessa despesa QUE NÃO SERIA REALIZADA PELA PREFISAN, que como diz o encarregado "devido as CONSEQUÊNCIAS AGORA VAI SER"??? ELA, PREFISAN ENGENHARIA VAI FAZER AGORA O QUE, ESTÁ CLARO, JÁ DEVERIA TER SIDO FEITO.

A seguir:
1) Está uma parte da conversa gravada com o diretor da Prefisan Engenharia (preste atenção no que está em vermelho) e, por último:
2) a parte do e-mail do deputado, que trouxe a questão a tona, dado ao seu conteúdo:

DIRETOR DA PREFISAN ENGENHARIA: HEFREN ZUCCHERATT




1) ENTREVISTA COM O DIRETOR DA PREFISAN, SENHOR HEFREN ZUCCHERATT:

BLOG - Agora, nesse momento, eu começo a falar sobre esse ponto específico. Eu estou falando como Hefren. Hefren de quê?

DIRETOR DA PREFISAN -Hefren Zuccheratt.
BLOG - Hefren Zuccheratt da Prefissan Engenharia. Ele tá me confirmando uma informação interessante. Foi acordado com o SAAE, na ação, na rua, qual é rua mesmo ou avenida?
DIRETOR DA PREFISAN - Na rua Milton Avelar onde vai se passar, onde já esta implantada, uma rede de drenagem, tem um projeto específico de execução, que essa rede de drenagem interferiria, sem questão alguma na rede esgoto anterior.
BLOG - Sim. Isso significa que a intervenção que fosse ser feita alí, ela interferiria, ela teria que destruir, a palavra correta é essa, o encanamento que já estava alí por causa intervenção que não tinha como ser feita sem essa ação destruição até criadora, porque nesse caso você iria resolver um problema, é fato isso, não é Hefren?
DIRETOR DA PREFISAN - É fato. É fato. Realmente tem que remover o serviço que estava lá e fazer novamente esse serviço. O serviço que estava executado lá no processo de implantação do loteamento era um serviço que estava feito de forma inadequada, com materiais com qualidade ruim e sem encaminhamento, um cadastro, um projeto de forma adequada, faltando PV e diversas situações, isso tudo é de conhecimento de quem administra o processo de saneamento na cidade que é o SAAE. Ele tá conhecendo esse problema. E aí no fato de executar essa rede, essas interferências muitas delas foram resolvidas. Aí todas foram resolvidas? Não, porque se complicaram acima do esperado.
BLOG - Então tinha que ser feita a obra, como tá muito claro, e para realização dessa obra, eu teria que destruir esse encanamento que estava alí que era o encanamento de esgoto, e de água também?
DIRETOR DA PREFISAN - Alguma coisa de água também.
BLOG - Mas, mais o encanamento de esgoto
DIRETOR DA PREFISAN - Porque ela era mais profunda.
BLOG - Tá certo.
DIRETOR DA PREFISAN - E tinha interferência dela com a rede de drenagem.
BLOG - Então era necessário que houvesse essa remoção dessa rede para que vocês fizessem o quê, a sua...
DIRETOR DA PREFISAN - Pra que fizesse a rede de drenagem completa.
BLOG - Ok. Você foi muito claro.
2) INFORMAÇÃO DO "DR. GUARACI", TRAZIDA PELO DEPUTADO MÁRCIO REINALDO (PP) A PÚBLICO:
“SOBRE O CASO PRESENTE EU ME REPORTEI AO DR. GUARACY QUE ME INFORMOU A RESPEITO DESTA OBRA DIZ RESPEITO UNICAMENTE AO ESGOTO PLUVIAL, MAS QUE AO ABRIR A RUA DEPAROU-SE COM REDE DE ESGOTO ANTIGA, QUE NÃO POSSUI AS CONDIÇÕES MÍNIMAS EXIGIDAS E QUE ISSO NECESSITA DE UMA CORREÇÃO POR PARTE DO SAAE, QUE ALEGA NÃO TER CONDIÇÕES DE EXECUTÁ-LA, TODAVIA O DR. GUARACY ME INFORMOU ESTAR CONSCIENTE DESTA NECESSIDADE E QUE IRÁ ALOCAR UMA VERBA ESPECÍFICA DO PAC, PARA CORRIGIR ESTE PROBLEMA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL.”
Postar um comentário