quarta-feira, 24 de março de 2010

Aécio diz que sai do governo no final de março sem nada definido - ou seja, ele não descarta ser o vice de José Serra


Folha Online

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), afirmou que deixará o governo no próximo dia 31 para se colocar a disposição do partido "tanto em Minas quanto em nível nacional". Segundo ele, não há nada definido sobre sua situação depois de sua saída.

Aécio afirmou, no entanto, que estará presente no lançamento da pré-candidatura do governador José Serra (PSDB) à Presidência no dia 10 de abril.

Sobre uma chapa tucana puro-sangue, Aécio respondeu que a lógica deve ser a do vice que mais ajude a vencer a eleição.

"Acho que os aliados, assim como o PSDB, querem vencer as eleições. Então nós devemos buscar isso no momento certo e a direção do partido deve conduzir isso, ao lado da direção dos aliados e do próprio candidato José Serra", afirmou nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro, onde foi a uma sessão em homenagem ao seu avó, Tancredo Neves, na ABL (Academia Brasileira de Letras).

Para o governador, a oposição deve fugir da tentativa de eleição plebiscitária. "Sou daqueles que acha que não houve ruptura desde o governo do Fernando Henrique, passando pelo governo Lula nas questões essenciais."

Aécio negou que tenha fechado com o ex-presidente Itamar Franco (PPS) uma chapa para disputar as duas cadeiras ao Senado no Estado. "O presidente Itamar é um forte potencial candidato ao Senado, mas o fechamento, vamos dizer, a convergência total da chapa, da composição do vice, candidato junto com Anastasia, só deverá ocorrer no final de maio", afirmou.
Postar um comentário