terça-feira, 30 de março de 2010

Anastasia critica governo Lula

Do O Tempo:
MINAS RECEBE DO GOVERNO FEDERAL APENAS RECURSOS PREVISTOS NA LEI

A maior reclamação tucana é a falta de investimentos da União em Minas


Amália Goulart
O pré-candidato ao Palácio da Liberdade, vice-governador Antonio Anastasia (PSDB), disse ontem que o governo federal destina a Minas Gerais apenas os recursos obrigatórios, previstos em lei. De acordo com ele, no que diz respeito a investimentos voluntários, a União deixa a desejar. "Onde estão os investimentos voluntários?", questionou.

As declarações de Anastasia são uma resposta às críticas do ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias (PT), também pré-candidato ao governo de Minas. O petista disse, no fim de semana, que o govevernador Aécio Neves (PSDB) estava enganado a respeito dos investimentos federais em Minas. O tucano havia afirmado que o governo federal destinava poucos recursos para o Estado.

Ontem, Anastasia disse que Patrus só empenhava para Minas o que lhe era obrigatório. "A União deveria investir muito mais e com mais eficiência. No caso do ministério de Patrus, que é um bom ministro, observamos que o grosso dos repasses é o obrigatório em lei", rebateu.

O pré-candidato tucano ainda citou vários setores que, segundo ele, carecem de recursos federais. "É uma questão muito matemática. Não conheço recursos da União em segurança pública a despeito de existirem um fundo nacional de segurança pública e um fundo penitenciário nacional. Da mesma forma, a questão das estradas federais em Minas. Naturalmente, gostaríamos de ter mais investimentos. O metrô de Belo Horizonte necessita de mais investimentos", reclamou.
Postar um comentário