segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

RENATO GOMES (PV) DE LÍDER DO GOVERNO DIRETO PARA A OPOSIÇÃO

A decisão do vereador Renato Gomes (PV) de deixar a liderança do governo direto para a oposição é absolutamente reveladora. Veja algumas frases dele volto em seguida:

"Não farei oposição radical, mas programática. O objetivo é seguir a partir de agora minhas convicções políticas e ideológicas do PV. O partido tem uma visão diferente do governo municipal."

"É necessário que o prefeito repense, imediatamente, suas decisões e ações à frente da prefeitura."

Voltei
Renato esta assumindo que fará oposição e ao dizer que "a partir de agora" vai seguir suas convicções, admite que, então, não estava seguindo as suas... convicções. Sei que inicialmente ele teve a sincera esperança de "participar", contribuir, agregar valor aos projetos. Apostou como muitos num Governo Maroca que não existe. A ficha cai para mais um. O governo humano bonzinho nunca existiu, o governo real é o que começa a supitar pontiagudo, truculento, violento.

Fica algumas lições: 1) nunca se deve projetar sonho, esperança, expectativa, em quem quer que seja, porque dizem que este é muito "humano" e coisa e tal. A contrário, pode estar escondido alí um monstro da pior espécie nesta aparente e dita bondade; 2) Não abra mão das suas convicções e princípios se você os têm, alguns participam de qualquer coisa, porque não é homem ou mulher de convicções, mas de negócios; 3) As vezes a melhor posição para participar e mudar as coisas é exatamente ficando na oposição.
Postar um comentário