quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

MEMORANDO DA VIGILÂNCIA MOSTRA QUE GOVERNO MAROCA MENTIU PARA FECHAR RESTAURANTE DO TRABALHADOR; E A VIGILÂNCIA SANITÂRIA DE SL ME DEVE UMA RETRATAÇÃO URGÊNTE

NESTE TEXTO VOCÊS VERÃO DOIS GRANDES VEXAMES: UM DA PREFEITURA E OUTRO DA DIRETORA DO DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA/SL, A SRA. MARILENE MARTINS SILVA BICALHO LOPES:


NO TRECHO DA NOTA A PREFEITURA DIZ QUE AS "ADPTAÇÕES E REPAROS" NO RESTAURANTE "DETERMINOU O SEU FECHAMENTO" EXIGÊNCIA DA VIGILÂNCIA VIGILÂNCIA SANITÁRIA MUNICIPAL, ENQUANTO O MEMORANDO DA VIGILÂNICA DIZ O OPOSTO: "O ALMOÇO SERÁ SERVIDO NORMALMENTE SEM PREJUÍZO PARA NINGUÉM". O FECHAMENTO QUE IRIA ACONTECER ERA APENAS DA "ÁREA A SER REFORMADA". MAS O MELHOR VEM AGORA


VEJAM QUE IRONIA A VIGILÂNCIA FEZ O TEXTO E ENVIOU A PREFEITURA EXIGINDO UMA RETRATAÇÃO MINHA PARA A SEGUINTE AFIRMAÇÃO. "Em 29 de setembro de 2009 o Sr. Leonardo Barros, documento em anexo, divulgou através de seu blog que 'A Vigilância Sanitária faz a primeira tentativa de fechar o restaurante popular, quando será a próxima?' (...) "Portanto solicitamos que os responsáveis pelas reportagens acima citadas se retratem perante à população e ao Departamento de Vigilância Sanitária, uma vez que, as informações apresentadas não condizem coma realidade (...)" Mal sabia a Vigilância Sanitáira que quando eu fazia essa afirmação tinha o conhecimento de como essa gente age e qual é a são as suas intenções e que eu estava antecipando o viria acontecer, ou seja, o Governo Maroca usaria a Vigilânia para fechar o restaurante popular. PORTANTO, NÃO ERA PREMONIÇÃO OU CHUTOMETRO, MAS O CONHECIMENTO DA NATUREZA NEFASTA DESSA GENTE XENÓFOBA QUE ESTÁ NO PODER.

ASSIM, SOU QUE EXIGO DA VIGILÂNCIA UMA RETRATAÇÃO NESTES TERMOS: "SR. LEONARDO BARROS BEM QUE VOCÊ AVISOU, ESTA VIGILÂNCIA SANTITÁRIA MUNICIPAL IRIA FECHAR O RESTAURANTE POPULAR E NÓS INGENUAMENTE NÃO SABIÁMOS QUE SERIÁMOS OS RESPONSÁVEIS, PELO MENOS PARA A OPINIÃO PÚBLICA. NOS DESCULPE LEONARDO BARROS VOCÊ ESTAVA CERTO E QUEM AFIRMA ISSO É A PREFEITURA QUE DIZ QUE' O Restaurante do Trabalhador foi fechado por exigência da Vigilância Sanitária Municipal'" ESTOU AGUARDANDO ANCIOSAMENTE O ESCLARECIMENTO, SRA. MARILENE MARTINS SILVA BICALHO LOPES. QUE VERGONHA EM MINHA SENHORA???!!!



A SEGUIR O TEXTO DA PREFEITURA E DEPOIS O DA VILÂNCIA DESMENTINDO-O:


A propósito do fechamento temporário do Restaurante do Trabalhador, a Prefeitura Municipal de Sete Lagoas vem prestar os seguintes esclarecimentos:

1) O Restaurante do Trabalhador foi fechado por exigência da Vigilância Sanitária Municipal.

2) De acordo com esse órgão, adaptações e reparos não executados nos últimos anos levaram a condições sanitárias impróprias para o atendimento seguro à população sete-lagoana, o que determinou o seu fechamento;


AGORA O QUE DIZ VILÂNCIA SANITÁRIA MUNICIPAL:
A imagem do documento que da ler se você ampliar clicando nela e o seu que está em seguida:

Em 29 de setembro de 2009 o Sr. Leonardo Barros, documento em anexo, divulgou através de seu blog que “A Vigilância Sanitária faz a primeira tentativa de fechar o restaurante popular, quando será a próxima”?


No último final de semana o Jornal Sete Dias também referenciou o trabalho deste departamento.

Acerca da situação apresentada, fazemos as seguintes
considerações:


- Que pelo fato da empresa vender, manipular alimentos, é considerada de acordo com o Código do Município, Lei complementar 069/2002, “estabelecimento de serviço de interesse da saúde”, estando portanto, sujeito ao controle sanitário e às determinações sanitárias vigentes e outras, destinadas a promover, proteger e preservar à saúde;


- Que em momento algum a Vigilância Sanitária através de seu Relatório Técnico de Inspeção citou ou determinou à interdição do Restaurante do Trabalhador 1;


Que desde a data 06 junho de 2005, documento em anexo, estamos negociando com Secretaria responsável pelo Restaurante, a manutenção e reforma do mesmo, tendo em vista que a empresa terceirizada estava de acordo com as normas e legislações sanitárias, porém não possuía o Alvará Sanitário devido as irregularidades de infra estrutura;


—. Que a Vigilância Sanitária independente do fato do serviço ser prestado pelo órgão privado ou público, visa sempre a saúde e a proteção do trabalhador;


- Que para a reforma de qualquer estabelecimento que manipula alimentos a “área a ser reformada deverá ser “fechada temporariamente” para que não ofereça risco ao consumidor;


- Que o prefeito em exercício ao contrário do que diz o Sr. Leonardo Barros, foi o único que preocupou e resolveu realizar melhorias no citado estabelecimento;


- Que em momento algum a população será prejudicada pois o almoço será servido normalmente sem prejuízo para ninguém.


Portanto solicitamos que os responsáveis pelas reportagens acima citadas se retratem perante à população e ao Departamento de Vigilância Sanitária, uma vez que, as informações apresentadas não condizem coma realidade, pois durante todo o processo de adequações, os técnicos Vigilância Sanitária se fizeram presentes para garantir a segurança dos usuários, e que o nosso objetivo é a educação, a promoção e a proteção de nossa comunidade.


Marilene Martins Silva Bicalho Lopes
Diretora do Departamento de Vigilância Sanitária/SL
Postar um comentário