sexta-feira, 21 de maio de 2010

Prefeito de Paraopeba é investigado por uso indevido do dinheiro público

NOVA DENÚCIA! Vídeo a seguir mostra Marcelo Uberaba dando tiro em adversário político leiam a matéria aqui.



Do Portal Setelagoas.com:

O prefeito da cidade de Paraopeba, localizada na região Central do Estado, Marcelo Carvalho da Silva, também conhecido com Marcelo Uberaba (PT), está sendo investigado sob denúncias de improbidade e realização de compra ilegal de materiais. Desde fevereiro deste ano, a Câmara Municipal acolheu denúncia realizada pelo ex-secretário municipal de Educação de Paraopeba, Adilson Figueiredo e iniciou as investigações. Nos documentos apresentados a Casa, Adilson faz uma acusação de que o prefeito teria feito a contração de serviços que ultrapassaria R$34 mil, tudo sem licitação. Alem disso, Marcelo também foi acusado de ter realizado pagamentos de diárias indevidas a dois agentes públicos, com valores superiores aos previstos por lei. Segundo informações do município, uma comissão foi criada na Câmara para apurar os fatos e ouvir o prefeito, que não compareceu às reuniões. Segundo informações do presidente da Comissão Processante, divulgadas no site o TEMPO, o vereador da cidade, Nelson Lima (DEM), Marcelo não apresentou sua defesa.

Ainda de acordo com informações do jornal O Tempo, a cassação de Marcelo seria julgada pela Câmara no último dia 11, porém o prefeito conseguiu uma liminar na Justiça garantindo o adiamento até a análise de um mandato de segurança. Diante do fato, a Câmara recorreu da liminar e até o momento, para que o prefeito seja cassado pela Casa é preciso o voto de seis dos nove vereadores. Marcelo Uberaba ainda afirma que as denúncias não foram acatadas pela Justiça. Ele relata que não teve o direito de defesa durante o processo na Câmara e que o próprio ex-secretário que mandou comprar, recebeu e mandou pagar o material não licitado. Segundo ele, as denúncias contra o seu governo são feitas pelos vice-prefeito, Sérgio Moreira. Câmara segue as investigações e o prefeito da cidade corre o risco de ser cassado.
Postar um comentário