domingo, 16 de maio de 2010

13 motivos para suspeitar que a pesquisa da Vox Populi foi feita sob encomenda. Suspeitar é elogio.

Do Blog do Coronel:

1. No Centro-Oeste, onde está localizado grande parte do agronegócio e onde governadores são fazendeiros, Marina Silva(PV) alcançou o dobro de intenções de votos (12%) do que no Norte(6%), seu "habitat eleitoral". Um fenômeno assolou o Centro-Oeste: Serra caiu 13% e Dilma também perdeu 1%. Os números da Vox Populi contrastam com as pesquisas de todos os institutos que fizeram levantamentos locais, registrados nos TRE(S), inclusive da própria Vox Populi. Ver post abaixo.


2. A justificativa para o crescimento espantoso de Dilma Rousseff foi a superexposição obtida com os comerciais do PT. Em alguns lugares, mostrou a pesquisa, apenas em alguns lugares. No Centro-Oeste ela caiu 1%. No Nordeste, ela ficou exatamente com os mesmos números. No Sul ela perdeu 4%. A candidata só aproveitou a superexposição no Sudeste e no Norte, onde cresceu, em cada região, estrondosos 8%. Não é super engraçado? Então anotem mais essa: a pesquisa pergunta se o eleitor falou sobre politica nos últimos dias, justamente para ver o efeito da propaganda. Pois não é que 78% não falaram, contra 76% da pesquisa anterior? E que, no Sudeste, este número foi de 81%?

3. Estranhamente, a Vox Populi informa que realizou pesquisa em Porto Alegre, mas não fez entrevistas na cidade, segundo dados depositados no TSE. Estranhamente...

4. Aproximadamente 40% da amostra da pesquisa publicada ontem repetiu municípios da pesquisa anterior, realizada em abril, que por sua vez repetiu praticamente 100% das cidades onde a empresa realizou a mesma pesquisa em janeiro de 2010. O Brasil tem mais de 5.500 municípios e a empresa informa ao TSE que a escolha dos locais a serem pesquisados é feita de forma aleatória.

5. Há cidades, neste universo, como Capão Leão, no Rio Grande do Sul, onde os roteiros indicados para os entrevistadores foram exatamente os mesmos, nas três pesquisas realizadas pelo instituto. As mesmas ruas. Os mesmos bairros três vezes consecutivas. Exemplos de cidades repetidas nas três pesquisas realizadas pelo instituto em 2010: AraguariMG), Buritama(SP), Careiro(AM), Igaratá(SP), Marizópolis(PB), Presidente Médici(RO), Serra Talhada(PE), Crateus(CE), Tatuí(SP) e Taquara(RS).

6. Em São Paulo, o número de bairros foi reduzido em relação a pesquisas anteriores. Foram retirados da amostra locais como Perdizes e Bela Vista, justamente onde predomina o eleitorado tucano, conforme votações obtidas por seus candidatos nas últimas eleições. No entanto, foram mantidas nas três pesquisas bairros como Grajaú e Jardim Ângela, maiores colégios eleitorais do PT.

7. A pior avaliação de José Serra (PSDB) está no Centro-Oeste; apenas 36% tem uma imagem positiva do tucano. No Nordeste, por exemplo, 49% têm uma opinião favorável sobre Serra. No Sudeste, a avaliação positiva de José Serra é de apenas 50%, enquanto Dilma Rousseff alcança 55%. Não é impressionante?

8. É assombroso que 12% dos entrevistados não saibam responder que tipo de imagem tem sobre José Serra, no Centro-Oeste. No Norte e Nordeste, por exemplo, só 3% e 4% do eleitorado, respectivamente, não têm opinião a respeito. Mas o mais incrível é que, no Centro-Oeste, pela mesma pesquisa, 96% conhece José Serra, mas 12% não sabe responder o que pensa sobre ele.

9. No que se refere às citações espontâneas, o Sudeste também apresenta um dado surpreendente: Serra tem apenas 14% de citações espontâneas, contra 17% de Dilma. Já no Nordeste, o tucano é citado espontaneamente por 13% dos eleitores e a petista por 22%. A conclusão é que o tucano é tão popular em São Paulo quanto em Pernambuco.

10. Onde Dilma Rousseff alcança a sua melhor performance na votação espontânea? No Norte, pois lá 29% citam a candidata na hora! Para quem tem um percentual de 41% na região, segundo a Vox Populi, é realmente um milagre.

11. Outro dado incrível! Somente 34% dos eleitores do Nordeste não sabem responder qual é o seu candidato, na pesquisa espontânea. No Sul, tido como tão politizado, 45% não sabem em quem vão votar. O Sudeste, tão desenvolvido, tem 48% de alienados. O Centro-Oeste, por sua vez, apresenta 41% de desinteressados. E o Norte, para completar, também não está bem informado, mas está sem segundo lugar no Brasil, com 41%. As regiões até então tidas como as menos politizadas tiveram um salto de qualidade que merece tese de doutorado.

12. De uma hora para a outra, as mulheres deixaram de votar em José Serra. Agora ele tem apenas 35% dos votos entre as mulheres e 34% entre os homens. Dilma, no entanto, continua sendo preferida pelos homens e rejeitada pelas mulheres: 42% contra 34%. Onde as mulheres que largaram José Serra foram, somente milagres estatísticos podem dizer.


13. Por fim, tendo em vista todos os dados acima apresentados, a rejeição de José Serra no Centro-Oeste subiu para 31%! Dilma fica com apenas 15%. No Sudeste, Serra também é mais rejeitado do que Dilma: tem 20% contra 15% da petista. A conclusão é que Serra conseguiu o impossível: fazer tudo errado, enquanto Dilma fez tudo certo nos últimos 30 dias.
Postar um comentário