sexta-feira, 23 de abril de 2010

Reforma do Mineirão para a Copa do Mundo jogos - Novo Mineirão terá administração a cinco mãos


O governador de Minas Gerais, Antônio Anastasia, apresentou o novo modelo de gestão do Mineirão

Do portal UAI, foto de Juarez Rodrigues:
Após um investimento na ordem de R$ 600 milhões visando a Copa de 2014, o Mineirão ficará pronto em 2012 para receber jogos da Copa das Confederações e, daí em diante, terá uma administração público-privada com a participação dos três clubes da capital: América, Atlético e Cruzeiro. Na prática, serão cinco vozes ativas. O modelo de gestão compartilhada foi apresentado nesta quinta-feira pelo governador de Minas, Antonio Anastasia.

O governo abrirá licitação para que empresas se candidatem para gerir o novo estádio. Anastasia revelou quais serão as vantagens dessa futura parceira na administração. “O Estado vai pagar anualmente, ao longo de 25 anos, um valor pelo investimento. E ela também terá uma certa receita, vinculada à exploração das áreas comerciais e também de determinados setores do estádio. (...) O quanto vai receber é o que nós vamos ver na licitação. Aquele que oferecer menos é que vai ganhar”.

Anastasia explicou que a Ademg, autarquia estadual, dividirá a gestão do estádio com a empresa vencedora da licitação. “A determinação e o comando pertencem ao Governo, que é o dono do estádio”. Aos clubes, caberá a definição de datas das partidas e dos preços dos ingressos. Eles continuarão tendo direito à exploração de placas publicitárias e, obviamente, vão faturar com as rendas.

”O Governo manterá o comando, mas o estádio será operado por um parceiro privado, identificado em licitação, com a parceria dos clubes. É algo acho que muito positivo e que vai representar um avanço que significará mais eficiência também na gestão do novo Mineirão. Isso aconteceu na França, aconteceu na Alemanha, está acontecendo em Cingapura, muitas nações optaram por esse modelo compartilhado entre o poder público e a iniciativa privada”, disse o governador.

Antonio Anastasia assegurou que o Mineirão cumprirá 100% das exigências do caderno de encargos da Fifa e esse será um trunfo para que o estádio receba a abertura da Copa do Mundo de 2014 e outros jogos importantes. Mais do que atender ao futebol, o “Gigante da Pampulha” se transformará em 2012 numa arena multiuso pronta para receber espetáculos culturais de toda natureza.

Cronograma

A princípio, Anastasia descartou o adiamento do início da segunda etapa de obras no estádio, prevista para junho. Nem mesmo o avanço do Atlético na Copa do Brasil e do Cruzeiro na Copa Libertadores interferiria no cronograma.

”Nós temos de cumprir com o cronograma, porque, do contrário, vamos correr algum risco de não termos aqui os jogos especialmente da abertura e importantes da Copa do Mundo”, justificou Anastasia.

A partir de junho, os jogos de Atlético e Cruzeiro deverão ser transferidos para a Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, cuja reforma está na etapa final. A previsão é que o novo estádio Independência fique pronto no final de 2010. (UAI)
Postar um comentário