quarta-feira, 14 de abril de 2010

Gruta Rei do Mato em Sete Lagoas Minas Gerais recebe missão exploratória

O Programa de Voluntariado da Organização Mundial de Turismo (OMT) visitou, nessa segunda-feira (12), as instalações da Gruta Rei do Mato para analisar a viabilidade de elaboração de um diagnóstico de potencial turístico do atrativo. Essa é primeira vez que o Brasil recebe técnicos da agência das Nações Unidas visando um planejamento que integre a gruta à comunidade do entorno e adapte a infraestrutura para receber turistas internacionais. As missões exploratórias começaram dia 9 e seguem até o dia 19 de abril, passando pelas grutas da Lapinha (Lagoa Santa) e Maquiné (Cordisburgo), que fazem parte do roteiro Linha Lund.

Iniciado em 2006, o Programa de Voluntariado da OMT já traçou novos rumos para o turismo no Uruguai, Argentina, México e Colômbia. Para o coordenador do Programa, Luca Mannochi, como aconteceu em Chiapas, no México, o objetivo é definir uma estratégia capaz de adequar o atrativo ao que os turistas desejam ver e de que forma. “Chiapas está formando uma organização para levar o plano adiante”, comenta Mannochi sobre o aproveitamento das visitas técnicas e a troca de experiências.
Eder Bolson e Cláudia com os técnicos da agência das Nações Unidas na Gruta Rei do Mato
Segundo a analista de Turismo da Secretaria de Estado de Turismo, Marcela Pimenta, dentro do Programa da OMT, 15 profissionais e cerca de dez voluntários irão propor um planejamento de gestão para os atrativos turísticos ao longo de seis meses, entre acompanhamentos via internet e trabalho de campo. “O Voluntariado da OMT dá visibilidade para o país, além de oferecer uma gama de especialistas internacionais”, explica Marcela. Na avaliação do prefeito Mário Márcio Maroca, Sete Lagoas inicia um processo de transformação turística. “Agora está se investindo em uma política para o setor, rumo à profissionalização e ao desenvolvimento econômico”, diz Maroca.

Nesse sábado (17), durante o 3º Salão Mineiro do Turismo, a OMT divulgará se Sete Lagoas tem condições de desenvolver estrutura receptiva para estrangeiros. Caso a oportunidade seja concretizada, o Circuito das Grutas terá mais estrutura e qualidade, acredita o gestor Marcos Alain. “A vinda do Programa de Voluntariado dará respaldo mundial para as ações do Circuito”, analisa Alain.

REESTRUTURAÇÃO DA GRUTA REI DO MATO
Ao lado da visita dos técnicos da OMT, a coordenadora da Linha Lund e o prefeito Maroca acompanharam, na manhã de segunda-feira (12), o andamento da construção do centro receptivo da Gruta Rei do Mato, que contará com espaço cultural, mini-auditório e lanchonete para receber bem os 22 mil visitantes/ano. Segundo o Departamento de Obras Públicas de Minas Gerais, a obra, orçada em R$1,28 milhão, está 37,7% concluída.

Definida pelo governo estadual como Unidade de Proteção Integral, na categoria Monumento Natural do Estado, a Gruta Rei do Mato tem gestão partilhada entre o Instituto Estadual de Florestas e a Sete Lagoas, Turismo, Lazer e Cultura (Seltur). Em uma área de 141 hectares, a Gruta está entre as 50 maiores cavernas de Minas Gerais, segundo a Sociedade Brasileira de Espeleologia. O atrativo funciona todos os dias, de 8 às 16h30, com visitas monitoradas. A entrada custa R$10. Estudantes e idosos acima de 60 anos pagam meia. Para crianças até cinco anos, o ingresso é gratuito.

LINHA LUND
Situados em um raio máximo de 120 quilômetros de Belo Horizonte, o Parque do Sumidouro, Museu de Ciências Naturais da PUC e as Grutas de Maquiné, Lapinha e Rei do Mato passam por melhorias físicas e no entorno para serem transformados em produtos turísticos. As obras fazem parte do projeto do governo estadual para promover o turismo no Vetor Norte da Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Linha Lund, que será lançada oficialmente dia 12 de maio. A intenção é aliar preservação ambiental e turismo, explica a coordenadora da Linha Lund, Natasha Nunes. “O Governo de Minas espera mudar o modelo de visitação das grutas, fazendo com que as pessoas não só se encantem com as belezas naturais, mas também saiam com conhecimento”.

SALÃO MINEIRO DE TURISMO
Sete Lagoas marca presença no 3º Salão Mineiro de Turismo dentro do stand “Circuito das Grutas”, mostrando a cidade como um destino a ser visitado pelos mineiros. A Gruta Rei do Mato, lagoas, Parque da Cascata e a Serra de Santa Helena serão apresentados a partir do novo planejamento do setor de turismo – em desenvolvimento pela Prefeitura de Sete Lagoas, Conselho Municipal de Turismo e iniciativa privada. Além de levar informações aos potenciais turistas do município, a expectativa é fechar negócios com agentes e operadoras da viagem que fazem parte do Minas Recebe. O evento acontece do dia 16 a 18, no Minascentro, em Belo Horizonte.
Postar um comentário