sexta-feira, 30 de abril de 2010

PROIBIDA PESCA NA LAGOA PAULINO E MAIS DUAS, ESSA É UMA VITÓRIA QUE O LEITOR JUNIOR, QUE DENUNCIOU A FARRA AQUI NO BLOG PODE COMEMORAR

O amigo leitor, Junior, encaminhou ao blog um comentário denunciando a farra da pescaria na Lagoa Paulino, eu fiz post e você leu aqui. Agora acabo de saber através portal do meu amigo e ex-cliente da Sharp, Wagner Augusto, o setelagoas.com, que a partir de HOJE a prefeitura esta proíbindo a pesca na Lagoa Pulino e também nas Boa Vista e Cercadinho. Leiam a matéria do Portal:

*

Passa a valer a partir de hoje e determinação prevista pelo decreto 4.066, de 26 de abril de 2010, que prevê a proibição de atividades como a pesca, banho, lavagem de carro dentre outras, na ora das lagoas Paulino, Boa Vista e Cercadinho, por tempo indeterminado. A decisão, tomada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e a Procuradoria do Município, vai contra a lei da publicada na década de 1940, que libera a pesca dentro das lagoas do Município. A ação, tem como objetivo inibir a contaminação por meio da ingestão de peixes , além do contato com a água, que de acordo com pesquisas feita Faculdade Monsenhor Messias, a Unifem, está condenada ao uso público.

Para evitar que a ação nas lagoas continue, serão instaladas placas com informações sobre a proibição nas três lagoas mencionadas. Em caso de descumprimento da decisão o morador que for pego em umas das atividades mencionadas serão advertidos e poderão ser até multados. De acordo com a prefeitura, a fiscalização será feita pela Secretaria de Meio Ambiente do Estado e a Polícia Ambiental . Em caso de descumprimento da lei, será feita uma advertência e em último caso a aplicação de multas. O valor das multas está sendo estudada pelos órgãos responsáveis, porém, de acordo com a Prefeitura, o mais importante neste momento é a questão da conscientização da população quanto a qualidade da água.

O funcionário da uma fábrica na cidade que preferiu não se identificar relata que sempre vai as lagoas para recolher os peixes e depois soltá-los em lugares onde eles possam se reproduzir. O homem, que no momento da entrevista estava na Lagoa do Cercadinho, revela que sabe que pescar é ilegal, mas que não pretende ver os peixes morrendo por falta de cuidado. “Se ninguém da cidade não faz nada pelos peixes a gente tem que fazer né” , admite.

Postar um comentário