sábado, 14 de agosto de 2010

8 PONTOS NÃO É NADA!


A partir de agora, acabou o discurso único. A Oposição terá 13 minutos, somando todos os candidatos, para confrontar a máquina midiática do governo petista. Serão 13 minutos contra 10 minutos, totalizando 21 programas até o primeiro turno, veiculados de dois em dois dias. Até agora o Brasil só conhecia o Minha Casa, Minha Vida com um milhão de casas. Vai conhecer a verdade: pouco mais de 500 unidades para os verdadeiramente pobres. Este é apenas um exemplo. O Brasil, nos próximos 45 dias, vai ser passado a limpo. E tem muita sujeira para limpar. Durante dois anos, o Brasil ouviu, de todas as formas e por todos os meios, um discurso ufanista de Lula, apoiado por uma mídia totalmente dependente de verbas públicas. Band, Record, SBT, a insossa Globo e suas emissoras a cabo, toda a mídia eletrônica fez propaganda editorial aberta do governo. Sobraram alguns blogs, alguns jornais e uma só revista. Agora, diariamente, a Oposição vai ter espaço nobre para mostrar propostas e, principalmente, o que está errado no Brasil. Acabou o sambinha de uma nota só. Quando o candidato era Lula, em 2006, conforme o post abaixo, ele tinha o dobro de votos de Alckmin, por esta mesma época. Não cresceu nada, na margem de erro, durante toda a propaganda eleitoral. Serra, hoje, tem entre 10 e 12 pontos a mais e está somente 8 pontinhos atrás da petista. É um verdadeiro milagre, tendo em vista a máquina de moer a lei eleitoral que foi acionada por Lula. Agora é de igual para igual. Agora é mostrar quem é quem. Agora é comparar projetos, propostas e proponentes das mesmas. 8 pontinhos não é nada. Podem ser, inclusive, apenas 4, se contarmos que o Jornal Nacional não impactou nada para Serra. Se forem 4, basta tirar 2 que está tudo igual. Aliás, de fonte segura, este é o cálculo interno da campanha de Serra: entre 3 e 5 pontos de diferença. Serra é um fenômeno, mantendo-se em altíssimo patamar, enfrentando uma luta desigual contra um governo inteiro. A eleição está completamente aberta.
.................................................................................

A pesquisa Datafolha contratada pela Rede Globo mostrou Dilma com 41% e Serra com 33%. A margem de erro é de 2%. O período de campo pegou a participação de Dilma e Marina no JN, mas não pegou a de José Serra. Do Coronel.
Postar um comentário