sábado, 28 de agosto de 2010

Corpo de mineiro vítima de massacre no México é identificado

Vicente Ribeiro - Estado de Minas

A chacina foi considerada uma das piores da história do México

Em nota oficial enviada à imprensa, na noite deste sábado, o Itamaraty confirmou a morte de um mineiro no massacre ocorrido em uma fazenda em San Fernando, no estado mexicano de Taumalipas, na fronteira com os Estados Unidos. O corpo foi identificado como Juliard Aires Fernandes, de 20 anos, que ainda não teve divulgado o local de nascimento em Minas.

O Itamaraty também confirmou que foram encontrados pelas autoridades mexicanas os documentos de Hermínio Cardoso dos Santos, de 24 anos, também natural de Minas Gerais. O corpo, no entanto, ainda não foi identificado. De acordo com a nota oficial, os legistas continuam trabalhando para identificar todas as vítimas da chacina que resultou na morte de 72 pessoas.

O cônsul-geral do Brasil no México, Márcio Lage, destacou que o processo de identificação é lento e tem que ser feito com cuidado. Segundo informações de agências de notícias, a Procuradoria Geral de Justiça do México informou que, além de dois brasileiros, foram identificados 14 hondurenhos, 12 salvadorenhos e quatro guatemaltecos.
Postar um comentário