quinta-feira, 26 de agosto de 2010

DILMA ROUSSEFF PODE PERDER REGISTRO DE CANDIDATURA A PRESIDENTE

Serra vai questionar Dilma no TSE por causa da quebra de sigilo
A coligação de José Serra vai processar a chapa de Dilma Rousseff no TSE por causa da quebra de sigilo de tucanos. Os advogados de Serra pretendem entrar com um pedido de investigação judicial eleitoral por abuso de poder político e uso da máquina pública em favor de Dilma.

Para um dos defensores de Serra, dois fatos mostram que o único objetivo do acesso indevido a informações fiscais de quatro pessoas próximas ao presidenciável ou ao PSDB era prejudicá-lo eleitoralmente e blindar a adversária: os dados foram manuseados dentro comitê de Dilma e a Receita só queria divulgar o resultado das investigações após o resultado o 1º turno.

Os advogados vão conversar com os integrantes da cúpula da campanha de Serra para decidir quando e em que momento questionarão a campanha da petista. Mas já receberam o aval da coligação para movê-la.

Na prática, esse tipo de ação, se julgada procedente pelo TSE, pode ter dois efeitos: antes das eleições, a perda do registro de Dilma; e, se a petista for eleita, a cassação do diploma ou mandato de presidente.

Pesou a favor de recorrer à Justiça Eleitoral a descoberta de que, além de Eduardo Jorge, houve quebra ilegal dos dados fiscais do ex-ministro Luiz Carlos Mendonça de Barros, do ex-diretor do BB Ricardo Sérgio, e do empresário Gregório Marin Preciado, casado com uma prima de Serra.

Por Lauro Jardim
Postar um comentário