segunda-feira, 30 de agosto de 2010

“Eleição é escolha autocrática”

O deputado Indio da Costa, vice na chapa do presidenciável tucano, José Serra, deu início a uma corrente de e-mails pregando a mobilização em favor do candidato da oposição. Indio reconhece dificuldades e expressa confiança na mudança do quadro eleitoral. E afirma: “Eleição não pode ser a escolha autocrática de uma pessoa que deseja impor sua vontade.” Leia a íntegra

*

Prezado Apoiador,A luta de várias gerações em defesa da democracia garantiu-nos o direito de escolha. Construímos um país sem a tutela de ninguém, que se subordina às instituições e às leis democraticamente votadas.

Eleição não pode ser a escolha autocrática de uma pessoa que deseja impor sua vontade. O Brasil pede bem mais do que palavras. Precisa de um presidente que una o país, em vez de dividi-lo; que seja escravo das leis, em vez de escravizá-las.

Precisamos de comprometimento com os direitos humanos, não com as tiranias. O nome da democracia no Brasil, hoje, é SERRA.

Com a sua ajuda, SERRA pode ser nosso próximo Presidente. Você vai se juntar a milhares de outras pessoas e entrar para o TIME SERRA 45?
As pesquisas não acreditavam na aprovação do Ficha Limpa, mas, com a nossa mobilização, a Lei foi aprovada. Somos nós quem decidimos o que queremos.
Acredite no seu voto! Acredite em você!

Todas as campanhas vitoriosas têm momentos difíceis. Somos 72 milhões de brasileiros conectados - uma das maiores comunidades do mundo na internet e é a hora da virada. SERRA precisa do seu apoio agora!

Acesse Serra45.com.br e participe. Junte-se OFICIALMENTE ao nosso TIME 45 e receba em primeira mão nossas atividades, informações e tudo o que você pode fazer para nos ajudar a vencer.

Por favor, encaminhe este e-mail para seus parentes e amigos. E não esqueça de colocar sua assinatura.

Você vai ajudar a eleger Serra presidente do Brasil? Entre agora no Serra45.com.br.
Participe. Em nome e em defesa da democracia.
Em respeito a nossa história, com esperança no futuro.
Vamos juntos. Somos muitos.

Indio da Costa

Postar um comentário