segunda-feira, 2 de agosto de 2010

BISPO DOM GUILHERME DE SETE LAGOAS MINAS GERAIS RECHAÇA AUTORITARISMO DA DILMA E DO PT PNDH3



Respondendo a uma pergunta que enviei a Rádio Cultura enquanto era entrevisto por João Carlos de Oliveira, o Bispo de Sete Lagoas Dom Guilherme condenou com a máxima veemência a iniciativa autoritária do Governo Lula que teve participação fundamental da ministra candidata Dilma Rousseff. O religioso deixou a cerimônia de lado e disse bem: "há muita porcaria, vamos usar a palavra exata". Dom Guilherme deu uma aula de democracia e de coragem aos nossos políticos ignorantes, que se vendem ao PT. Observem bem a sua resposta e seu conhecimento específico dessa tentativa autoritária que parece que o jornalista ignorava por completo.

João Carlos - O Leonardo Barros faz uma colocação, sem citar o autor do programa autoritário. Mas ele diz: o Senhor acha o que do Programa Autoritário de Direitos Humanos que propôs o desrespeito a vida, a liberdade de expressão, a propriedade privada, e até o revanchismo, no sentido de tentar mudar a lei na anistia. O Bispo conhece esse programa?


Dom Guilherme - Sim, eu gostaria, não temos condições de analisar com profundidade, mas o chamado PNDH, PNDH, quer dizer, Plano Nacional de Direitos Humanos, esse PNDH, ele é uma tentativa de codificar os direitos humanos, esse Plano nasceu não foi agora, nós estamos no PNDH 3 [os 2 anteriores são do governo FHC]. Agora em dezembro, no dia 21 dezembro o presidente Lula assinou um decreto, justamente esse decreto do PNDH 3, e esse plano tem coisas belíssimas, ou seja, uma tentativa de resgatar, porque esse plano vai se transformar em lei, naturalmente com a participação do Congresso Nacional, então resgar aí a defesa uma série de direitos humanos que estavam sendo pisoteados, mas junto desse plano que tem coisas muitos boas, tem mais de 500 propostas, são 518 propostas, mas esse plano contém alguns absurdos, você fez referência Leonardo a alguns desses absurdos. São coisas impressionantes como a dos direitos humanos, que existe na Presidencia da Republica infelizmente apoiou através de manipulação de audiências públicas que foram feitas muitas delas assim manipuladas. Certas propostas absurdas, como apoio ao aborto, como, por exemplo, a proibição de símbolos religiosos, assim em qualquer lugar público. Nós teremos então que destruir o Cristo do Corcovado, imagine uma das sete maravilhas do mundo atual. Teremos que mudar nome de cidades que tem nome de santos, porque há explicitamente uma condenação de simbolos, de tudo aquilo que lembra religião, a pretexto que nós estamos num estado laico. Também há outras coisas absurdas, como, por exemplo, a propriedade privada, a certas normas ali que se forem efetivadas, irão, assim, criar problemas seríssimos no campo social, sobretudo, em relação a propriedade rural. Temos também coisas horriveis do ponto de vista da comunicação, os meios de comunicação, as próprias rádios estão aí reagindo, porque há uma proposta realmente de autêntica censura e controle da comunicação. Uma coisa autoritária, absurda. E assim temos coisas, lapsos terríveis do ponto de vista do apoio do aborto. E mesmo, inclusive, o poder judiciário, manietando o poder judiciário, que diante de uma invasão de terra não poderá se pronunciar, terá que aguardar uma negociação do governo com os invasores. O próprio Supremo Tribunal Federal com as mãos atadas. Isso é um absurdo, são coisas assim inconcebíveis, então esse Projeto, esse Plano Nacional de Direitos Humanos 3, PNDH 3. É claro que tem coisas belíssimas, mas ele terá que ser purificado, há muita porcaria, vamos usar a palavra exata, há muita coisa ali que está misturada a propostas lindíssimas.
Postar um comentário