segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

CARTA DE MARIA LISBOA SECRETÁRIA DE EX EDUCAÇÃO DE SETE LAGOAS

CARTA ABERTA AO PREFEITO

“Ao expressar, como fez na nossa conversa, que Sete Lagoas é uma cidade do interior, que não seria capaz de aceitar e compreender um estilo democrático e progressista, você amesquinhou a sua cidade, o povo que a habita e o cargo que ocupa. Reafirmo: discordo da sua opção e lamento que as razões sejam as que você apresentou, pois, a estatura de um homem público não lhe é dada, ela é construída com muito esforço e determinação.”


Sete Lagoas, 18 de janeiro de 2010

Senhor Prefeito,

A pergunta recorrente que ouço é: “ por que o prefeito tirou você da
Secretaria de Educação?” Esta também foi a pergunta que lhe fiz, e a
resposta que recebi foi a seguinte: “Sete Lagoas não está preparada
para o seu estilo de fazer política. Você é muito competente, tem
muita experiência e obteve sucesso em outros ambientes, em Belo
Horizonte, por exemplo. Sete Lagoas é uma cidade do interior...”

Discordo categoricamente dessa avaliação. A Sete Lagoas que encontrei
e aprendi a amar veio a mim dizendo que há muito esperava por um
governo efetivamente democrático e que soubesse desenvolver políticas
públicas, e mais, eram cidadãos que sabiam – e queriam - construir uma
democracia. Prefeito, quando você fez opção por ficar no seu gabinete
recebendo “todo mundo”, como você mesmo disse, você foi tomado por
aqueles que sempre freqüentavam a prefeitura – os chamados “piolhos de
gabinete” – para garantir os seus privilégios ou para pedir favores
pessoais. Você foi escolhido pelos seus interlocutores e deixou de
escolher aqueles com quem deveria conversar e governar.

Dizem que governar é um ato solitário, no entanto, com grande esforço
pode se tornar um ato solidário. Para isso, é preciso determinação e
estratégia. Determinação é a expressão da vontade, da vontade de
cumprir os compromissos assumidos, de contribuir para o
desenvolvimento da cidade e é algo que confere ao governante o
estatuto da liderança do grupo que representa. Estratégia é a
construção da possibilidade de realizações, nas circunstâncias
favoráveis ou na adversidade, e mostra a fibra do governante para
enfrentar os problemas ou para aproveitar as oportunidades.

Prefeito, as saídas da Geyse, da Lea e a minha, por falta de outras
explicações, estão sendo interpretadas como um desejo seu, uma decisão
que você retirou do colete , talvez em razão de discordâncias a
respeito da forma de encaminhar as políticas de cada setor específico.
Mas continuo perguntando: por que? Afinal, na campanha eleitoral você
se comprometeu com uma administração diferente, que servisse ao
interesse público, com políticas e critérios construídos de forma
solidária, impessoal, fundados na justiça e que promovessem a inclusão
e a cidadania. Ao expressar, como fez na nossa conversa, que Sete
Lagoas é uma cidade do interior, que não seria capaz de aceitar e
compreender um estilo democrático e progressista, você amesquinhou a
sua cidade, o povo que a habita e o cargo que ocupa. Reafirmo:
discordo da sua opção e lamento que as razões sejam as que você
apresentou, pois, a estatura de um homem público não lhe é dada, ela é
construída com muito esforço e determinação. Assim, não basta dizer
que se quer um governo diferente, mais justo, mais inclusivo, mais
democrático. A esse desejo tem de corresponder ações que garantam que
as decisões sejam orientadas pelo interesse coletivo, voltadas para o
público e destinadas a construir um mundo melhor.

Por favor, não avalie Sete Lagoas pelos grupos clientelistas que
tentam diminuir o valor da cidade e fazer valer seus interesses sobre
as necessidades de todos. Com isso, Prefeito, a cidade pode vir a
perder as chances de mudanças que a sua eleição havia anunciado. Sete
Lagoas é muito maior e os cidadãos que vivem nesta Sete Lagoas, maior
e mais generosa, vão saber diferenciar o joio do trigo, vão saber
identificar aqueles que querem o bem da cidade e aqueles que só querem
se aproveitar do poder..

Por tudo isso, este momento é lamentável!

Maria Lisboa
Postar um comentário