sexta-feira, 25 de setembro de 2009

PMDB forma bloco com oposição ao governo Aécio, Patrus Ananias sai fortalecido


Por Guilherme Ibraim e Rafael Gomes, o Tempo:

Após intensas negociações durante os últimos dias, as bancadas do PT e do PMDB na Assembleia Legislativa fecharam ontem um acordo para ampliar o bloco de oposição ao governador Aécio Neves (PSDB), conforme adiantou O TEMPO em sua edição de ontem. Com a decisão, o bloco de oposição salta dos atuais 11 deputados para 19, dez petistas, oito peemedebistas e um deputado do PCdoB. Falta apenas a assinatura de um parlamentar para o anúncio oficial, mas ele já teria concordado com a proposta.

"O PMDB resolveu as últimas pendências e deu a resposta positiva para formação do bloco. Na semana que vem, vamos formalizá-lo", disse o líder do PT na Casa, Padre João.

As relações entre petistas e peemedebistas ficaram mais próximas após um almoço entre as bancadas e o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, pré-candidato petista ao Palácio da Liberdade. O encontro ocorreu após o vice-governador de Minas, Antonio Anastasia, pré-candidato tucano ao governo, dizer que se o PMDB quiser aliança com os tucanos, terá que ter consciência de que ele só pode concorrer ao cargo de governador.

O deputado Adelmo Carneiro Leão (PT) aguarda a decisão oficial. "Eu acho que podemos sim evoluir para constituir o bloco parlamentar de oposição ao governo em Minas", disse.

A formação do bloco, no entanto, não assusta os tucanos. O deputado federal Nárcio Rodrigues (PSDB) considera que a movimentação não significa um rompimento de relações com o PMDB. "Não acredito nisso. O PMDB vai continuar sendo um dos parceiros preferenciais do PSDB."
Postar um comentário