sábado, 26 de setembro de 2009

Em contraponto à articulação de Patrus com o PMDB, Pimentel lança pré-candidatura ao governo de Minas 2010

Pimentel diz que aceita prévia apesar de julgar desnecessária

Por Ezequiel Fagundes, O Tempo:
O ex-prefeito Fernando Pimentel disse ontem que aceita encarar as prévias no PT para a escolha do candidato ao governo estadual em 2010. Mas, mesmo reconhecendo que a consulta é tradição no partido, Pimentel avalia que a disputa interna é desnecessária, já que a legenda tem o recurso do Processo de Eleição Direta (PED).

O PED é uma eleição interna, em que os filiados votam diretamente para eleger a nova direção estadual do partido, processo que se repete nas instâncias nacional e municipal.

"A sinalização do PED é muito forte e a rigor encerra o assunto, mas o outro lado entende que não e, legitimamente, quer as prévias. Não vejo problema algum mesmo porque quem tem confiança no time não precisa ter medo de prorrogação", declarou Pimentel.

Tradicionalmente dividido, o PT mineiro tem cinco candidatos à presidência estadual. Além de Reginaldo Lopes, que é aliado de Pimentel, estão no páreo Padre João (deputado estadual), Gilmar Machado (deputado federal), Gleber Naime (secretário nacional do partido) e Oleg Abramov Júnior, de Juiz de Fora.

Pimentel disputa internamente com o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, a condição de candidato petista ao Palácio da Liberdade.

Em contraponto à candidatura de Patrus, a ala "PT para Todos" lança hoje, no Sesc de Contagem, a pré-candidatura de Pimentel ao governo.

Além de alavancar a candidatura de Pimentel, o encontro vai servir para lançar as candidaturas do deputado federal Reginaldo Lopes à reeleição da presidência estadual e do vice-prefeito de Belo Horizonte, Roberto Carvalho, à presidência municipal.

"É um encontro voltado para questão do diretório estadual, mas acabou transformando-se em um grande ato de apoio a meu nome", explica Pimentel.

O ex-prefeito tem como trunfo um significativo índice de popularidade quando foi prefeito da capital.

Por outro lado, Patrus conta com a força de um dos principais ministérios do governo federal, que engloba o programa Bolsa Família.
Postar um comentário