quarta-feira, 2 de junho de 2010


DATAFOLHA 23/09/2010: ANASTASIA ABRE 5 PONTOS DE VANTAGEM SOBRE HÉLIO COSTA. ANASTASIA SUBIU 2 PONTOS E FOI PARA 42%; HÉLIO COSTA ESTACIONOU EM 37%.

POR EVANDRO SPINELLI:

O governador Antonio Anastasia (PSDB) abriu cinco pontos de vantagem sobre Hélio Costa (PMDB), seu principal adversário ao governo de Minas Gerais, diz pesquisa Datafolha. A eleição pode ser decidida já no primeiro turno.

Anastasia, candidato apoiado pelo ex-governador Aécio Neves (PSDB), passou de 40% para 42% das intenções de voto, uma variação dentro da margem de erro da pesquisa, de dois pontos.

Hélio Costa permaneceu com os 37% da pesquisa anterior, da semana passada.

Considerando apenas os votos válidos, o tucano tem agora 51% contra 44% de Costa. Para ser eleito no primeiro turno, o candidato precisa ter mais de 50% dos votos válidos.

Na pesquisa anterior, Anastasia tinha 50% dos votos válidos contra 46% de seu principal adversário.

Adilson Rosa (PCO), Edilson Nascimento (PT do B), Zé Fernando Aparecido (PV) e Vanessa Portugal (PSTU) têm 1% das intenções de voto. Fabinho (PCB) e Professor Luiz Carlos (PSOL) não atingiram 1%.

Votos em branco e nulo somam 4%. Ainda não decidiram em quem votar outros 13%.

A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número 31.369/2010. Foram ouvidos 1.974 eleitores em 88 cidades mineiras na terça e quarta-feira desta semana.


PESQUISA IBOPE 21/09/2010: ANASTASIA MANTÉM VANTAGEM SOBRE HÉLIO COSTA

Luisa Brasil - Estado de Minas

Os dois principais candidatos ao governo do estado, Antonio Anastasia (PSDB) e Hélio Costa (PMDB) registraram crescimento em pesquisa de intenção de voto divulgada nesta terça-feira, pelo Ibope, que apontou vantagem de oito pontos do tucano sobre o concorrente peemedebista.

Anastasia, que tinha 41% das intenções de voto no último levantamento do Instituto, oscilou um ponto para cima e agora tem 42%. Já Hélio Costa, que tinha 32% das intenções de voto na última pesquisa, oscilou dois pontos para cima. O peemedebista agora tem 34%. O número de votos brancos e nulos caiu quatro pontos, passando de 9% para 5%. Já o número de eleitores indecisos oscilou um ponto para cima e passou de 15% para 16%. Em um eventual segundo turno, Anastasia venceria o pleito com 40% dos votos, contra 34% de Hélio Costa.

Os candidatos Vanessa Portugal (PSTU), Zé Fernando (PV) e Fabinho (PCB) têm 1% da preferência do eleitorado. Adilson Rosa (PCO), Edilson Nascimento (PT do B) e Professor Luiz Carlos (PSOL) não atingiram 1%.

O levantamento foi encomendado pela Rede Globo e pelo Jornal Estado de São Paulo. Foram entrevistadas 2.002 pessoas entre os dias 18 e 20 de setembro. A pesquisa foi registrada no TRE-MG sob o número 73370/2010.


NO DATAFOLHA (17/11/09) ANASTASIA PASSA HÉLIO COSTA PELA PRIMEIRA VEZ: O ALIADO DE JOSÉ SERRA EM MINAS FOI DE 36% PARA 40%; ENQUANTO O CANDIDATO APOIADO POR DILMA ROUSSEFF DO PT CAIU DE 39% PARA 37%.

POR EVANDRO SPINELLI, NA FOLHA:
Antonio Anastasia (PSDB) voltou a crescer nas intenções de voto para o governo de Minas Gerais, passou numericamente Hélio Costa (PMDB) pela primeira vez, mas a disputa no Estado continua indefinida, segundo pesquisa Datafolha.

Anastasia, atual governador e candidato apoiado por Aécio Neves (PSDB), passou de 36% para 40%. Ele está tecnicamente empatado com Costa, senador e ex-ministro das Comunicações, que oscilou de 39% para 37%.

A margem de erro máxima da pesquisa é de dois percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi feito na segunda e terça-feira desta semana com 1.837 eleitores de 83 municípios.
Anastasia cresceu 22 pontos desde julho. O candidato tucano ao governo era vice-governador e assumiu a titularidade em abril após a renúncia de Aécio, seu padrinho político, para disputar uma cadeira no Senado.

De acordo com o Datafolha, se a eleição fosse hoje Anastasia terminaria com 50% dos votos válidos, em situação de empate técnico com Costa, que atinge 46%.

Ou seja, não é possível atestar que a eleição terminaria no primeiro turno. Mesmo tendo apenas dois candidatos competitivos, a soma dos votos dos candidatos "nanicos" pode levar a eleição para o segundo turno.

Em um eventual segundo turno, Anastasia teria 45% dos votos contra 42% de Hélio Costa. Mais uma vez, empate técnico.

Para projetar os votos válidos, o Datafolha distribui os indecisos, nulos e brancos proporcionalmente à intenção de voto de cada candidato. Mauro Paulino, diretor-geral do Datafolha, lembra, no entanto, que ainda há um percentual grande de indecisos no Estado: 14%.

Vanessa Portugal (PSTU), Adilson Rosa (PCO), Fabinho (PCB), Professor Luiz Carlos (PSOL) e Zé Fernando Aparecido (PV) aparecem com 1% das intenções de voto. Edilson Nascimento (PT do B) não atingiu 1%.

Votariam nulo 3% e 1% pretendem votar em branco.

O tucano tem melhor desempenho na região metropolitana de Belo Horizonte, onde tem 46% das intenções de voto contra 34% de Costa. No interior, os dois estão empatados em 38%.

A menos de 20 dias do primeiro turno, somente 21% dos eleitores sabem o número de seu candidato ou sobre como votar nulo ou branco.

Os eleitores de Anastasia são mais bem informados: 30% sabem o número de seu candidato e 68% não conhecem. Entre os eleitores de Hélio Costa, 14% disseram o número correto e 82% não souberam responder.

Pesquisa feita com 1.837 entrevistados e registrada no TRE-MG com o número 70.959/2010.


DATATEMPO 16/09/10 CONTRADIZ IBOPE (VER ABAIXO) E PÕEM HÉLIO COSTA NA FRENTE DE ANASTASIA - EMPATE TÉCNICO HÉLIO, 38,90. ANASTASIA 35,81%.


Pesquisa DataTempo/CP2, realizada entre os dias 11 e 13 de setembro, aponta para uma disputa acirrada pelo governo de Minas. O candidato do PMDB, Hélio Costa, tem 38,90% das intenções de voto contra 35,81% do seu adversário tucano, o governador Antonio Anastasia. Considerando a margem de erro de 2,16 pontos percentuais para mais ou para menos, há um empate técnico. Na sua pior situação, Hélio Costa tem 36,74% das intenções de voto. E na sua melhor situação, Antonio Anastasia aparece com 37,97% da preferência do eleitorado.

O número de indecisos, pessoas que não sabem em quem votar ou não respondem, é de 18,73%. Nenhum dos outros concorrentes ao governo do Estado alcançou 1% das intenções de voto. Entre eles, a candidata do PSTU, Vanessa Portugal, é quem consegue a melhor pontuação - O,58% das intenções de voto.
Na comparação com a última pesquisa DataTempo/CP2, divulgada em 11 de setembro, Hélio Costa passa de 40,53% das intenções de voto para 38,90%. Já Anastasia sai de 35,26% para 35,81% da preferência do eleitorado.

Confronto de chapas. Quando são apresentadas aos entrevistados as chapas completas (nomes dos candidatos a governador e vice), Hélio Costa e Patrus Ananias (PT) conseguem uma vantagem em relação a Anastasia e Alberto Pinto Coelho (PP) superior à margem de erro. A primeira dupla tem 40,54% das intenções de voto, e a segunda tem 36,82%.

A pesquisa também simulou um segundo turno entre o peemedebista e o tucano. Nessa situação, Hélio vence Anastasia com 42,42% das intenções de voto contra 37,98%.

A disputa fica mais acirrada ainda quando se considera a possibilidade de voto. Perguntados sobre qual a possibilidade de voto em Anastasia, 30,28% dizem que é grande, 20,91% afirmam que é razoável. Somente 20,86% respondem que não há nenhuma possibilidade. Quando a pergunta é sobre a possibilidade de voto em Hélio Costa, 29,42% dizem que é grande, 26,52% afirmam que é razoável. Para 23,13%, não há nenhuma possibilidade de voto.



ANASTASIA 9 PONTOS À FRENTE DE HÉLIO COSTA - IBOPE 13 DE SETEMBRO DE 2010: ANASTASIA TEM 41%, E HÉLIO COSTA, 32%



POR PAULO PEIXOTO, NA FOLHA:
Pesquisa Ibope sobre as intenções de voto para o governo de Minas, divulgada na noite desta segunda-feira pela TV Globo, coloca o candidato do PSDB, o governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, nove pontos à frente do seu principal concorrente, o senador Hélio Costa (PMDB).

Acompanhe a Folha Poder no Twitter
Conheça nossa página no Facebook

Segundo o Ibope, Anastasia tem 41% das intenções de voto, contra 32% do peemedebista. Os indecisos somam 15% dos entrevistados. Brancos e nulos somaram 9%. Os demais candidatos na disputa somaram 2%. Esse resultado indica a vitória tucana no primeiro turno.

A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

No levantamento anterior, de 3 de setembro, o Ibope apontou empate técnico entre os dois principais candidatos. Anastasia tinha 35%, contra 33% de Costa.

A pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 12 de setembro. Foram entrevistados 1.806 eleitores. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e o jornal "O Estado de S.Paulo". Está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) com o número 70286/2010.


DATAFOLHA 11/09/2010 GOVERNO DE MINAS: DIFERENÇA ENTRE HÉLIO COSTA E ANASTASIA CAI PARA TRÊS PONTOS - HÉLIO COSTA 39% X ANASTASIA 36%

Por Elaine Resende - Estado de Minas:
A três semanas das eleições, a disputa ao Palácio da Liberdade fica mais embolada, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado. Conforme o levantamento feito entre os dias 8 e 9 de setembro, Hélio Costa (PMDB) tem agora 39% dos votos, seguido de perto por Antonio Anastasia (PSDB) que alcançou 36%. Comparado aos últimos números do Datafolha, publicados no início deste mês, o peemedebista perdeu um ponto percentual, enquanto o tucano subiu um ponto no mesmo período. Essa é a menor diferença em Minas entre os dois principais adversários apontada pelo instituto desde o início da campanha eleitoral.

A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. Levando em consideração esse fator, Hélio oscila entre 37% e 41% e Anastasia tem entre 34% e 38%. Os candidatos Edilson Nascimento (PT do B), Zé Fernando Aparecido (PV), Professor Luiz Carlos (PSOL), Vanessa Portugal (PSTU), e Fabinho (PCB) têm 1% das intenções de voto cada um. Votos brancos e nulos somam 5% e outros 16% ainda não sabem em quem votar.

Segundo turno

Na simulação para o segundo turno, o Datafolha sinaliza para a vitória de Hélio Costa. Caso a eleição seja definida em 31 de outubro, o ex-ministro de Lula teria 47% e Anastasia, 39%.

A pesquisa Datafolha foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo. Foram entrevistados 1.685 eleitores. Os dados foram registrados no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) sob o número 69732/2010.

A seguir veja pesquisa do jornal O Tempo DATATEMPO TAMBÉM DE 11 DE SETEMBRO DE 2010:

Embolou em MG: Hélio Costa e Pimentel empatados








peemedebista e petista estão a apenas 2 pontos de diferença um do outro, segundo Sensus







Saíram os resultados preliminares da pesquisa interna encomendada pelo PT de Minas Gerais sobre a disputa pelo governo local. Realizado pelo instituto Sensus com 1.500 eleitores de 27 a 29 de maio (5ª, 6ª e sábado passados), o levantamento mostra um resultado espontâneo (quando os entrevistados não são estimulados com uma cartela de nomes) Fernando Pimentel (PT) com 10%, Antonio Anastasia (PSDB) com 9% e Hélio Costa (PMDB) com 7%. Ou seja, estão todos empatados e com diferenças na redondeza da margem de erro (que não foi informada em detalhes ainda). O Blog também publicou os números finais da pesquisa.









Aqui, as últimas pesquisas conhecidas sobre a disputa em Minas Gerais.









Na pesquisa estimulada, foram testados 2 cenários. Um com Hélio Costa e outro com Fernando Pimentel. Em ambos os casos, o tucano Antonio Anastasia já aparece com 21%, segundo resultados preliminares. Costa tem algo próximo a 32%. Pimentel teria cerca de 30%. Ou seja, a presença de Costa ou Pimentel não faria muita diferença hoje contra o candidato do PSDB, sustentado pelo ex-governador mineiro Aécio Neves.







A diferença, aparentemente, está na perspectiva de vitória de Costa e de Pimentel. É que a rejeição ao peemedebista Costa é de 26%, a maior entre todos os candidatos. Pimentel é rejeitado por 16% dos entrevistados na pesquisa Sensus.







O PMDB mineiro também encomendou uma pesquisa de opinião e contratou o Ibope. A coleta de dados começou em 29 de maio e termina hoje (1.jun.2010). Os resultados das duas pesquisas –Sensus-PT e Ibope-PMDB– devem ser analisados na segunda-feira, dia 7 de junho numa reunião conjunta dos 2 partidos e outros aliados.







Em tese, o candidato que estiver mais bem posicionado nas pesquisas será o escolhido para disputar o Palácio da Liberdade. Como os levantamentos apontam para um empate técnico entre Hélio Costa e Fernando Pimentel, há um impasse à vista.







Essa novela só será resolvida com a intervenção direta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para Lula, o PT deve priorizar a eleição de Dilma Rousseff para o Palácio do Planalto. Ou seja, desistir de eleições para governador em Estados nos quais o PMDB considera necessário ficar sozinho na disputa (o caso de Minas Gerais).
Postar um comentário