quarta-feira, 9 de junho de 2010

Dilma, a mineira, traiu o sonho de um governador petista em Minas

Vejam, abaixo, a repercussão da atitude de Dilma Rousseff(PT), que traiu Minas, junto com Fernando Silvério dos Reis Pimentel, colocando o seu interesse em primeiro lugar. A militância sabe que, antes de 2018, não vai ter chance de comandar o estado. A única chance remota é que Dilma perca a eleição e Lula volte em 2014 para enfrentar Serra..Portanto, os petistas mineiros estão em uma encruzilhada: derrotam Dilma e podem voltar em 2014 ou elegem Dilma e talvez voltem em 2018...
O recado do presidente do PT nacional, José Eduardo Dutra, foi duro: o jogo acabou, é o custo da aliança nacional. A fala rasgada caiu como uma bomba sobre um PT já desgastado pela disputa interna pelas prévias partidárias entre o ex-ministro Patrus Ananias e Pimentel, e depois a luta com o PMDB. O secretário-geral do PT mineiro, deputado estadual Durval Ângelo, desabafou: "As pessoas já não gostam se estão sendo enganadas com sutileza, ainda mais quando isso é feito tão estúpida e burramente como fizeram. Pimentel ganhou as prévias, esteve melhor nas pesquisas. Como explicar à militância que dois mais dois não é igual a quatro?". O problema, segundo Durval não é a aliança com o PMDB, mas a forma como ela foi estabelecida. A consequência, também para ele, será a desmobilização dos filiados. "Se eu não gosto de ser enganado, imagina a nossa militância que tanto trabalha para construir esse partido? Hoje, o sentimento da base do partido – e não paro de receber telefonemas deles – é de frustração", disse. Leia mais aqui.
Postar um comentário