terça-feira, 13 de julho de 2010

SERRA PROMETE OBRAS PARA BH

Sucessão. Tucano relaciona aeroporto de Confins, metrô e Rodoanel como "fundamentais" para a Copa

Por PEDRO GROSSI, O Tempo:
Ao lado do ex-governador e candidato ao Senado Aécio Neves (PSDB) e do candidato à reeleição do governo de Minas Antonio Anastasia (PSDB), o candidato tucano à Presidência da República, José Serra, caminhou na tarde de ontem pela região de Venda Nova, zona Norte de Belo Horizonte, e prometeu investimentos de infraestrutura na capital. "Vindo a Venda Nova fiquei pensando na questão da Copa e há três pontos que eu acho fundamentais para a cidade e para Minas Gerais: o aeroporto de Confins, o metrô e o Rodoanel", listou.

Apesar de não dar detalhes de valores de investimento e prazos para conclusão das obras, Serra garantiu que os projetos saem do papel. "Eu não listo obra. Eu anuncio que vou fazer e cumpro", sentenciou. Aécio Neves aproveitou a fala do tucano para cutucar o governo federal. "Nós temos gargalos muito importantes na nossa infraestrutura e o Serra vem aqui e assume o compromisso de superar esses gargalos. O aeroporto de Confins e a ampliação do metrô não sofreram nenhuma ação concreta do governo federal", declarou.

Aécio também disse que espera contar com a presença constante do ex-governador paulista na campanha em Minas Gerais. "Nós queremos ter Serra o maior número de vezes possível e sempre falando de questões objetivas", disse. Serra brincou dizendo que "só se entra em Minas com convite do Aécio".

Alteração. Serra também aproveitou a visita para minimizar as alterações anunciadas em seu programa de governo. Há menos de uma semana, Serra havia criticado duramente a adversária Dilma Rousseff (PT) por ter feito uma nova versão do seu plano. "Estamos agora recolhendo opiniões para fazer um plano detalhado. Aquilo (a primeira versão) eram apenas diretrizes", desconversou. O tucano fez questão de diferenciar as duas situações. "Não é uma nova versão do tipo: em uma você é aliado do MST e em outra, adversário; em uma você prega o fim da liberdade de imprensa e em outro prega imprensa livre. Não temos essa dupla cara", criticou.
Postar um comentário