segunda-feira, 19 de julho de 2010

O EQUIVOCO DA COLIGAÇÃO "SOMOS MINAS GERAIS", QUE PODE CUSTAR A ELEIÇÃO E MUITO MAIS...

Com o devido desconto que tem de se dar as pesquisas realizadas pelo instituto Sensus, como é o caso dessa que usa uma metodologia de sondagem tendenciosa, ao previamente dizer ao entrevistado que o vice de Hélio Costa é o "ministro da bolsa família", a situação do governador tucano começa mesmo a preocupar, pela estagnação. Ele estava última pesquisa Vox Populi contratada pelo PSDB com 23%, nessa tendenciosa vem 21,5%. Supondo que ele esteja com os 23% e Hélio Costa com 41%, da pesquisa do Vox Populi a diferença está em 18 por cento, a favor do senador peemedebista.

Por sua vez, o mesmo instituto tendencioso como sempre a favor dos petistas deu um jeito de colocar Dilma em situação de empate técnico com José Serra, ela com 34%, ele com 35,5% em Minas.

E é a partir deste quadro eleitoral de vitória de José Serra em Minas, e considerando os ajeitamentos Sensuais dessa pesquisa, onde ele seguramente goza de números melhores do que informa o instituto, que vê-se uma monumental burrice na estratégia do PSDB mineiro. Qual é a presepada? Desassociar Antônio Anastasia de José Serra como pode se constatar na primeira foto abaixo, do evento partidário de lançamento da campanha da coligação "Somos Minas Gerais" no último sábado, nela estão Itamar, Aécio e Anastasia, Serra ficou de fora.

Fazendo dessa maneira, a coligação está deixando de fortalecer Anastasia, ao não agregar a força que o povo de Minas dá a José Serra. Ou seja, a estratégia de focar Minas e o resto que se dane, como nota-se na prática pode ser um tiro pela culatra. O risco para Aécio Neves que lidera esse processo é não apenas ser acusado deslealdade partidária, que pode custar-lhe no futuro a presindencia, como agora levá-lo a uma desastrosa derrota ao Palácio Tiradentes, com o professor Anastasia.

Ninguém tem o direito de imaginar que o meu voto, apoio e trabalho não serão para, Antônio Anastasia, mas é preciso haver mais companheirismo da parte mineira com o paulista para o bem da própria coligação "Somos Minas Gerais". É hora de olhar mais o todo, digo, o Brasil para vencer até nas Gerais e nas Minas. Esse é o recado que dá o povo.

Thiago Franco, Fenando Reis, Leonardo, Gustavo Dias e Andriano Faria


Maurico Noroha, que revelou-se um grande animador de torcidas

Graciliano Garcia Capanema e Leonardo

Mario Reis e Leonardo




Dona Conceição e Tilden Santiago

Postar um comentário