segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Mar calmo até 2014 para o PSB mineiro e o prefeito Marcio Lacerda


Por Carla Kreefft, no O Tempo:
A disputa pela Prefeitura de Belo Horizonte começa a ser definida e, provavelmente, deixará um impasse para ser resolvido somente em 2014, na campanha pela Presidência da República. Ao que tudo indica, o prefeito Marcio Lacerda será candidato à reeleição com um único adversário: o PMDB. 

Além do PSB, partido de Lacerda, deverão estar na coligação PT, PSDB, PCdoB e outros partidos que são base da presidente Dilma Rousseff, mas, em Minas Gerais, também compõem a sustentação do governo estadual, comandado pelo tucano Antonio Anastasia. PDT, PP, PTB, PRB são alguns deles. 

O cenário indica para disputa desequilibrada em 2012. Se, realmente, for confirmada essa organização de forças, Lacerda não deverá ter muitos problemas para conseguir a sua reeleição. 
O PMDB, embora tenha chegado ao segundo turno nas eleições de 2008, não conseguiu ampliar sua influência na capital e mostrar um projeto de oposição à gestão de Lacerda que possa garantir uma disputa acirrada no ano que vem. Em outras palavras, o atual prefeito teria que cometer muitos erros para perder a sua reeleição. Até o momento, ele tem se mostrado muito habilidoso e assertivo. 

Mas a união entre PT e PSDB por meio do PSB deverá ter dificuldades em 2014. Petistas e tucanos certamente terão candidatos a presidente e a governador de Minas Gerais, o que colocará Lacerda e o seu PSB em uma situação de escolha obrigatória. Os socialistas precisarão definir com clareza com qual projeto vão caminhar. Porém, até lá, Lacerda navega no melhor dos mares - tem o apoio das principais lideranças políticas dos dois lados. Em compensação, em 2014, ele será, certamente, cobrado pelas mesmas forças... 
Postar um comentário