terça-feira, 13 de setembro de 2011

Governo de Minas dá ordem de início para construção de escola em Sete Lagoas



A Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) deu ordem de início, nesta terça-feira (13/09), para a construção da Escola Estadual ASC, em Sete Lagoas, região Central de Minas. A obra vai custar cerca de R$ 2,47 milhões. Essa foi apenas uma das 20 obras liberadas pela Setop em 16 municípios de todo o Estado, totalizando um investimento de R$ 46,8 milhões.

O novo prédio será construído no bairro Jardim Primavera II e terá dez salas de aula. A previsão é de que as instalações fiquem prontas em aproximadamente 12 meses. Além de Sete Lagoas, a Setop liberou o início das obras de construção ou reformas de escolas em Belo Horizonte e outras 14 cidades.

De acordo com a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, a autorização para o início das obras representa mais um passo para os avanços da educação em Minas Gerais. “Essas obras são de novas escolas, grandes reformas e ampliações significativas de modo a dar conta da nossa crescente demanda pela educação básica e continuar aperfeiçoando ainda mais a estrutura de nossa rede”, avalia a secretária.

A autorização para o início das obras foi assinada pelo secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles. Ele explica que investir na qualidade da educação é uma das prioridades do Governo de Minas. “Minas, ao longo desses anos, fez uma revolução na reforma e construção de escolas e agora nós estamos potencializado, fazendo mais ainda. Sabendo que esta é uma escolha prioritária do Governo”, explica o secretário.

Além das reformas e construções de escolas, o Governo de Minas também autorizou obras em outras áreas. Em Montes Claros, Norte de Minas, foi autorizada a reforma do prédio do Instituto de Previdência do Servidor do Estado de Minas Gerais (Ipsemg), com um investimento de R$ 625 mil. Já a capital mineira vai receber recursos  para obras de requalificação urbana no entorno do Ribeirão Arrudas, com um custo total de R$ 7,9 milhões.
Postar um comentário