domingo, 3 de julho de 2011

FRANCESES QUEREM DSK DE VOLTA À POLÍTICA


49% dos franceses querem volta de Strauss-Kahn à política

Ex-diretor do FMI, que havia sido preso por suposta tentativa de estupro, foi libertado na semana passada


Uma pesquisa de opinião indica que metade dos eleitores franceses é a favor de que o ex-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI) Dominique Strauss-Kahn - ou DSK, como é conhecido - retorne à vida política.
David Karp/AP
David Karp/AP
DSK (dir.) ao sair de residência provisória, na sexta-feira, pela 1ª vez depois de libertado
Entre os ouvidos pela pesquisa Harris Interactive para o jornal "Le Parisien", 49% responderam ''sim'' à questão: "Sem presumir inocência ou culpa, você quer que DSK volte para a cena política francesa um dia?". Entre os que disseram ''não'', estão 45% dos entrevistados. Outros 6% não responderam à pergunta, segundo a pesquisa publicada neste domingo, 3.
Um grupo de 1.000 pessoas acima de 18 anos respondeu à pesquisa online. Não foi fornecida a margem de erro.
Strauss-Kahn havia sido preso no dia 14 de maio, em Nova York, após ser acusado por uma camareira do Hotel Sofitel, em Manhattan, de tentativa de estupro e outros crimes. No dia 19 do mesmo mês, ele renunciou ao cargo de diretor-gerente do FMI.
Na última sexta-feira, 1º de julho, a Justiça americana decidiu libertá-lo de prisão domiciliar depois que a promotoria descobriu que a camareira alterou seu depoimento ao contar o que teria acontecido após a suposta agressão sexual.
Antes de ser preso, Strauss-Kahn, do Partido Socialista, era um dos nomes fortes para as próximas eleições presidenciais na França.
Postar um comentário