segunda-feira, 12 de agosto de 2013

SENADOR ÁLVARO DIAS PODE, COGITA, DEIXAR O PSDB E, PARA, SE CANDIDATAR A PRESIDENTE EM 2014

Senador Álvaro Dias, uma das vozes mais críticas da oposição, pode deixar o PSDB

Álvaro Dias: voz forte da oposição pode deixar o partido -- e tentar um voo ambicioso (Foto: Lia de Paula / Agência Senado)
O PSDB pode perder uma de suas vozes mais fortes no Congresso — e ver sua bancada no Senado ser reduzida a apenas 11 de um total de 81 parlamentares.
O senador Álvaro Dias (PR) tem dito a interlocutores de peso que pensa em deixar o partido.
Ex-líder do partido no Senado e atual vice-líder, Dias tem conversado com grupos de pessoas influentes, inclusive fora do Paraná, para expressar pontos de vista e ouvir opiniões, e diz estar “sem espaço” no partido.
Estar “sem espaço” quer dizer, em outras palavras, suas dificuldades de relacionamento com o governador do Estado, Beto Richa.
O senador, ex-governador do Paraná entre 1987 e 1991 pelo PMDB, está em seu terceiro mandato de senador (dois pelo PSDB) e flerta com a ideia de uma candidatura presidencial por uma coligação de pequenos partidos tendo à frente o PV.
Dias chegou a deixar o PSDB e esteve perto de voltar ao governo do Paraná em 2002 pelo PDT, mas perdeu para Roberto Requião, do PMDB. Regressou ao ninho tucano em 2003.
Aos 69 anos, com uma vasta carreira política que inclui um mandato de vereador em Londrina, um de deputado estadual e dois de deputado federal, o senador vem sendo desde a volta ao Senado, em 2007, um crítico implacável do lulopetismo.
Postar um comentário