sexta-feira, 23 de agosto de 2013

COMO DIMINUIR - REDUZIR - A CONTA DE ÁGUA DA COPASA NO CONDOMÍNIO - BH, MINAS GERAIS - HIDRÔMETRO, MEDIÇÃO DE ÁGUA, GATO, DESVIO E ROUBO DE ÁGUA

Medidores individuais de água reduzem consumo

Além de queda no valor da conta, uso de hidrômetros separados elimina desperdícios e diminui inadimplentes

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
HIDRÔMETRO
Medição individual pode ser adotada em prédios novos ou antigos, preço varia de acordo com as demandas de instalação
PUBLICADO EM 14/07/13 - 03h00

Consumo de água é um dos maiores vilões do condomínio, estando entre as contas mais caras a serem pagas e também dentre os fatores que mais geram discordâncias entre os moradores. No intuito de evitar transtornos e tornar os valores mais justos para todos, grande maioria tem investido em hidrômetros separados.
“O sistema de medição individual consiste na instalação de equipamento capaz de medir o consumo de água de cada apartamento, fazendo com que o morador pague somente por aquilo que consumir”, explica Rosana Oliveira da Silva, gerente administrativa da Compacta Individualizadora de Água e Administradora de Condomínios.

A medida foi a solução encontrada pela síndica Lilian Rocha para acabar com a inadimplência no condomínio dela, no bairro Juliana, em Belo Horizonte.

“Há três anos, os condôminos decidiram fazer uso de hidrômetros individuais. Fizemos uma assembleia, votamos a ideia e, com cada pessoa responsável por sua conta, foram zeradas as inadimplências existentes no condomínio”, comemora a síndica.

Segundo especialistas, quem não paga em dia, tem que se responsabilizar por seus atos, sem prejudicar os demais. A individualização cria hábitos de economia, conscientizando o morador do uso racional de água, além de reduzir em mais de 20% o valor da conta.

Investimento. Existem diversos tipos de medidores individuais, que vão desde os mais tradicionais, que exigem a medição de um técnico mensalmente, até os mais modernos, que funcionam sem fio e mandam informações para um computador remoto por ondas de rádio.

“O custo de instalação de medidores individuais varia de acordo com cada caso. Na Compacta, por exemplo, o valor médio é de cerca de R$500 por apartamento, podendo dividir essa quantia em parcelas. Mas já tivemos casos em que a cobrança já chegou a R$ 4.500 devido aos trabalhos necessários”, ressalta a gerente Rosana Oliveira da Silva.

Em prédios onde a encanação precisa ser modificada, o serviço acaba encarecendo, mas, de acordo com especialistas, em muitos casos, o investimento é pago em dois ou três meses por causa da economia na conta de água. As implantações da medição individual envolvem obras, algumas mais complexas, outras mais simples, por isso, toda empresa deve fornecer previamente um projeto que determine e estabeleça claramente quais as obras necessárias para a implantação, além de um projeto hidráulico para a instalação.

“A maioria das novas construções tem hidrômetros individuais. Para a construtora, há um custo mais alto na instalação, pois separamos a tubulação de cada apartamento, mas esse investimento não reflete significativamente no valor do imóvel, no bolso do cliente. Com a instalação desses equipamentos, geramos não só economia financeira, como promovemos preservação ambiental, já que evita desperdício”, ressalta o diretor da Construtora Casa Mais, Peterson Querino.
“Em alguns municípios, como Rio de Janeiro e Brasília, já existem leis que impõem a obrigatoriedade de instalação de hidrômetros individuais em projetos de novos prédios condominiais. Entretanto, no município de Belo Horizonte ainda não há essa obrigatoriedade”, diz o advogado Marcello Vieira de Mello, especialista em direito imobiliário e sócio do escritório Guimarães e Vieira de Mello Advogados.

Decisão.  A instalação de hidrômetros individuais é caracterizada como obra útil, mas conforme informações de especialistas, para ser aprovada é necessário convocar uma assembleia geral com pauta específica para o tema, principalmente para evitar que futuramente alguns descontentes com a medida entrem com ação judicial tentando embargar a obra, já que a mesma terá impacto financeiro.
Além de economizar gastos, o método permite a detecção de vazamentos, evita fraudes como “gatos”, já que há monitoração por unidade e qualquer redução brusca de consumo é analisada, permite maior controle das contas etc.

“O valor do condomínio também acaba reduzindo com a individualização da conta de água. O equipamento tem muitos benefícios”, finaliza Rosana da Silva.
Postar um comentário