terça-feira, 11 de junho de 2013

MARCIO LACERDA SERÁ CANDIDATO A GOVERNADOR DE MINAS? ESTOU CERTO QUE SIM. MATÉRIA A SEGUIR FALA DE PRESSÃO DO PSB NACIONAL. PARA MIM MARCIO QUER SER CANDIDATO, E ISSO É MUITO BOM.

Comitiva nacional do PSB vem a BH pressionar Lacerda

Partido deu ultimato ao prefeito sobre candidatura ao governo

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
No muro
Apesar da pressão, Lacerda teria dito a aliados que não pretende dar a resposta por agora
PUBLICADO EM 26/05/13 - 03h00
Uma comitiva formada por integrantes da Executiva Nacional do PSB desembarca, até o próximo fim de semana, em Belo Horizonte, para cobrar do prefeito Marcio Lacerda (PSB) um posicionamento claro sobre a disputa para o governo do Estado no ano que vem.


Além de Lacerda ser o nome mais forte do partido para concorrer ao Executivo de Minas Gerais em 2014, sua candidatura garantiria palanque para o governador de Pernambuco e presidenciável, Eduardo Campos.

A comitiva será formada pelos socialistas próximos a Campos, como o secretário geral da legenda, Carlos Siqueira, o líder do PSB na Câmara, deputado federal Beto Albuquerque (PSB-RS) e o também deputado federal Márcio França (PSB-SP).

Campos não deverá vir para não criar atritos com o também presidenciável senador tucano Aécio Neves. Além de ser a aposta do PSB para disputar o governo estadual, o nome de Marcio Lacerda também não está descartado pelo PSDB.

Fontes próximas ao prefeito garantem, porém, que ele não definirá por agora se será candidato ou não no ano que vem. O PSB deu o prazo até 31 de maio – sexta-feira que vem – para que Lacerda sinalize o que pretende fazer.

Mesmo sem cravar se será candidato ou não, o socialista não pretende sair dos “holofotes” e vai intensificar, nos próximos meses, o ritmo de suas agendas públicas.
O secretário geral do PSB em Minas, Mario Assad, disse não ter conhecimento sobre a vinda da comitiva. Ele afirmou que o foco do partido, agora, é a formação de chapas para disputar as vagas de deputado estadual e federal.
Postar um comentário