domingo, 16 de junho de 2013

IVECO INAUGURA FÁBRICA DE BLINDADOS EM SETE LAGOAS MINAS GERIAS MG COM PRESENÇA DO GOVERNADOR ANTÔNIO ANASTASIA

Com a nova unidade de negócios em Sete Lagoas, a Iveco Veículos de Defesa, Minas Gerais se insere no seleto rol de produtores desse tipo de tecnologia de ponta. O governador Antonio Anastasia, um dos convidados da cerimônia de inauguração oficial da planta, nesta quinta-feira (13), no complexo industrial da montadora italiana, destacou que a fábrica é a única no Brasil a produzir blindados com essas características e se insere dentro da linha de ação do Governo de Minas de atrair investimentos da chamada nova economia.
Para o governador de Minas, o setor de defesa, ao lado dos segmentos de biotecnologia, microeletrônica, tecnologia da informação, indústria aeroespacial e energia renovável, é um dos pilares desse processo de agregação de valor aos produtos mineiros. Ele lembrou que o Estado é o único no Brasil que produz locomotivas, helicópteros e, agora, veículos blindados terrestres.
“Essa unidade é muito importante para Minas e para o Brasil e nos dá um patamar de autonomia em relação ao Exército Brasileiro extremamente positivo. Está dentro da linha de ação do Governo de Minas, do nosso planejamento, dentro do que chamamos de nova economia, e a defesa é um dos pilares desse processo. Aqui, estamos colocando uma nova tecnologia, que vai agregar valor aos produtos mineiros: o minério de ferro, o aço, a siderurgia e os produtos finais. Fico muito feliz em testemunhar esse desenvolvimento da nossa economia e a sua diversificação”, afirmou. 
Investimentos e emprego 
Com investimentos de R$ 55 milhões e geração de 350 empregos diretos e 1.400 indiretos, a unidade tem capacidade de produzir até 100 blindados por ano. O VBTP-MR (Veículos Blindados para o Transporte de Pessoal Médio sobre Rodas), conhecido como Guarani, é o primeiro modelo a ser produzido na unidade e tem índice de nacionalização superior a 60%. Ele substitui os antigos modelos Urutu, atualmente em uso pelas Forças Armadas Brasileiras.
A produção do Guarani é fruto de parceria da Iveco com o Exército Brasileiro. O contrato prevê o fornecimento de 86 veículos, com investimentos de R$ 246 milhões. As primeiras cinco unidades foram entregues às Forças Armadas, em dezembro do ano passado. A unidade está localizada em uma área de 30 mil metros quadrados – 18 mil de área construída – no complexo industrial da Iveco em Sete Lagoas.
O ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, que representou a presidente Dilma Rousseff na solenidade, ressaltou a importância de atrair, para o Brasil, projetos de transferência de tecnologia para o desenvolvimento da indústria nacional. “Essa fábrica é uma demonstração da capacidade da indústria mineira, que está no caminho do sucesso, apontando para o futuro, como queremos”, disse.
Mais um passo
O presidente da Fiat Industrial Latin Americana, Marco Mazzu, ressaltou o fato de a unidade ser a primeira fábrica de veículos de defesa da montadora no Brasil. “A inauguração da Iveco Veículos de Defesa, em Sete Lagoas, é um passo a mais no desenvolvimento de soluções de ponta para todas as modalidades de transporte”, afirmou. Mazzu lembrou que, desde que foi implantada, em 2000, a Iveco conseguiu aumentar sua participação no mercado de 3,7% para 9%.
A unidade da Iveco de Sete Lagoas, com capacidade para produzir 70 mil veículos por ano, fabrica caminhões leves, semipesados, pesados e micro-ônibus, além de comerciais leves da marca Fiat.
Presença em Minas
Em seu pronunciamento, Antonio Anastasia homenageou o ex-governador Rondon Pacheco, responsável pela vinda da Fiat Automóveis para Minas Gerais, o que foi importante para a mudança de perfil da economia mineira. Hoje, o Estado é o segundo polo industrial e também do setor automotivo no Brasil, contando, além da Fiat Automóveis e da Iveco, com a CNH, que, em breve, irá inaugurar uma unidade de tratores em Montes Claros, no Norte de Minas.
“O Grupo Fiat, como um todo, acaba tendo uma sintonia, uma situação de vinculação quase siamesa com o Estado de Minas Gerais, o que para nós mineiros, que temos uma enorme influência italiana, é motivo de muito orgulho, é uma grande satisfação”, disse.
Também compuseram o dispositivo da solenidade o vice-governador Alberto Pinto Coelho, o comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, o prefeito de Sete Lagoas, Márcio Reinaldo, o presidente da Câmara Municipal, Márcio Paulino Torres, o presidente da Fiat Chrysler para América Latina, Cledorvino Belini, o vice-presidente da Fiat do Brasil, Valentino Rizzioli, o diretor-geral da divisão de Veículos Especiais da Iveco Latin América, Paolo Del Noce, o presidente mundial de veículos de defesa Iveco, Roberto Cibrario, e a cônsul da Itália em Belo Horizonte, Maria Pia.


Governador


Postar um comentário