quarta-feira, 15 de junho de 2011

PSD EM SETE LAGOAS: "Vamos trazer a sociedade para à política", diz Leonardo Barros que assumiu o PSD em Sete Lagoas


Por Nicanor Fernandes:
O PSD, partido criado pelo prefeito de São Paulo Gilberto Kassab e presente em todo o país, foi assumido em Sete Lagoas por Leonardo Barros.  E o presidente do Partido Social Democrático (PSD) explica que a intenção é somar a experiência dos que já militam na política com a vinda de pessoas que nunca participaram, mas que tem muito a oferecer para revitalizar a própria política. “Vamos trazer a sociedade para à política constituindo-se numa força capaz de influenciar o rumo do debate e, portanto, dos acontecimentos”, diz ele.

E não é segredo para ninguém que novo partido dá a chance ao político de mudar de legenda sem correr o risco perder o seu mandato. Isso ocorre porque nas regras da fidelidade partidária, editada em 2007, o TSE estabeleceu três exceções para a troca de partidos: perseguição, mudança ideológica da legenda e a mudança para um novo partido.

“Em Sete Lagoas estamos à disposição para conversar com todos que desejarem vir para o PSD, mas nossa meta não é crescer apenas com a vinda de políticos que tenham mandato. Não, vamos procurar o crescimento orgânico que mescle as duas coisas para o bem de todo o grupo e especialmente da sociedade que deseja uma mudança nos partidos políticos.”

Mas por trás deste discurso ideológico de Leonardo tem muito de calculo frio. A conta que ele faz é simples: se trouxer, por exemplo, um vereador de 3.000 mil votos em Sete Lagoas o efeito, em um partido em formação, pode ser o de afastar pessoas – lideranças emergentes -, parlamentares menos votados e até alianças partidárias – coligações -, e assim, não eleger ninguém. Ao contrário, se trouxer novas lideranças e parlamentares, o partido pode se fortalecer na soma de forças e fazer duas ou 3 cadeiras sozinho, chegando a 5 ou mais numa coligação.

Contatos para 2012
Depois de ter sido “convidado diretamente por Paulo Simões, presidente estadual do novo partido” para comandar o PSD na cidade, como revelou o jornal O Tempo no domingo, Leonardo Barros, que foi candidato a deputado estadual já estabeleceu contato com quase todas outras forças políticas de Sete Lagoas. “Já mantive contato inicial de abertura com Cezar Maciel, do PCdoB, Edson Paredão, do PMDB, Eduardo Azeredo, do PSDB, Duílio de Castro, do PMN, Leone Maciel, do PP, Tonhão, do DEM. Pretendo ainda falar com Milton Martins, do PHS, Gonzaga, do PSL, Ronaldo João, do PDT, Silvio de Sá, do PT, Rodrigo Viana, do PV entre outros mais, claro, o deputado Márcio Reinaldo e também o amigo Arnaldo Nogueira e aprofundar as discussões com todos sobre o futuro da cidade”, diz Leonardo Barros.

O PSD, sigla a que pertenceu o presidente JK, nasce com quase 50 deputados federais, 2 governadores e diversos vice-governadores, prefeitos, vices, dezenas deputados estaduais e centenas de vereadores pelo país. Em Sete Lagoas Leonardo Barros revelou que o partido já tem vereador e diversos filiados das mais diferentes áreas e está pronto para crescer, segundo ele, defendendo bandeiras liberal-democráticas como redução de impostos, empregos de qualidade e a livre iniciativa.

Telefone do partido em Sete Lagoas: (31) 3774-9834
Postar um comentário