VISITE ANTES DO LANÇAMENTO PARA CONHECER E ESCOLHER O SEU LOTE

terça-feira, 1 de outubro de 2013

"A CAPITAL MINEIRA FOI UMA DAS PRINCIPAIS CIDADES NESTA PRIMEIRA METADE DE 2013 A RECEBER TURISTAS ESTRANGEIROS", DIZ JORNAL O TEMPO

Preço das diárias de hotel em Belo Horizonte sobem até 8%

Capital mineira foi uma das principais cidades nesta primeira metade de 2013 a receber turistas estrangeiros, ficando com a 7ª colocação

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
PUBLICADO EM 01/10/13 - 15h15
Um levantamento dos preços pagos por viajantes no mundo todo em diárias hoteleiras no 1º semestre de 2013, feito pela Hoteis.com, revela que o preço das diárias em Belo Horizonte chegou a R$ 265 , um aumento de 8% em comparação com o mesmo período do ano passado (R$ 246). No total, 14 cidades registraram crescimento de dois dígitos no valor das tarifas.

O maior aumento ficou por conta do destino litorâneo de Jericoacoara, onde os turistas pagaram 48% a mais, com tarifa média de R$ 314.
 Além disso, a capital mineira foi uma das principais cidades nesta primeira metade de 2013 a receber turistas estrangeiros, ficando com a 7ª colocação.  Rio de Janeiro, São Paulo, Foz do Iguaçu, Salvador, Brasília e Búzios ficaram a frente de BH na tabela.   No ano passado, a cidade não apareceu no ranking.

Dos 33 destinos brasileiros estudados, apenas 7 tiveram os preços reduzidos. Entre eles, está Uberlândia, onde os valores das diárias chegaram a R$156, um queda de 10%. Junto com Ribeirão Preto (SP), Uberlândia foi a cidade que apresentou a maior queda de preços.
Gastos de viajantes internacionais no Brasil
Das 29 nações incluídas no relatório, 23 gastaram mais em hospedagem no Brasil 1º semestre de 2013, em comparação ao mesmo período em 2012. O maior aumento foi sentido pelos paraguaios que investiram a mais 25% em diárias de hotéis, atingindo uma média de R$ 376.

Os viajantes belgas ficaram com a 2ª posição, após crescimento de 22% a R$ 366. Em seguida, aparece a Colômbia que registrou alta de 18% - o maior entre os países da América Latina. 

Os australianos foram os que pagaram o valor mais alto em hospedagem, com tarifas de R$ 465, ao contrário dos portugueses e japoneses que ocuparam as últimas posições do ranking, porque foram as nações que registraram maior queda, com 31% e 14%, respectivamente.
Postar um comentário