quinta-feira, 14 de outubro de 2010

PT VÊ "DESAGREGAÇÃO" E AGE PARA RECOMPOR CAMPANHA EM MINAS

Na Folha:
avaliação interna de que há risco de derrota no dia 31 e a constatação de “desagregação” da campanha em Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral do país, criaram um clima de tensão na equipe de Dilma Rousseff (PT). Segundo um assessor, o principal erro foi não ter elaborado um plano B para o segundo turno, graças à “confiança exagerada” na vitória.

A tensão no QG dilmista aumentou no fim de semana, quando o Datafolha divulgou pesquisa indicando redução de 12 para 7 pontos entre Dilma e José Serra. A prioridade é reestruturar a campanha em Minas, onde a situação é considerada “grave”. O presidente Lula desembarca sábado no Estado para encontrar prefeitos. “Minas merece nossa atenção não só pelo tamanho e peso eleitoral, mas pelo fato de que houve uma certa desagregação das nossas lideranças”, disse o presidente do PT, José Eduardo Dutra.
Postar um comentário