sábado, 16 de agosto de 2014

MINHA BRIGA COM O PSDB

Sim, vale dizer: sempre tive uma excelente relação com o PSDB-MG, fui prestigiado e prestigiei. Defendi como ninguém o partido quando ele precisou ser defendido, principalmente da leviandade petista e o arquivo do meu blog (www.leonardobarros.com) é prova disso, o professor Antonio Anastasia também é, reconheceu pra isso no dia do registro de sua candidatura no TRE-MG "sou testemunha", respondeu quando falávamos de colaboração. Anastasia, sabe bem porque como milhares de pessoas por toda Minas lia diariamente o blog. Pois bem, a lealdade de minha parte sempre foi a tônica, porque acredito no trabalho desse grupo em favor de Minas, da sociedade e das pessoas. Por isso, também ter sido preterido na entrega do material me deixou tão chateado. Particularmente em Sete Lagoas, tive sim imensas divergências com o prefeito do PSDB, mas que o próprio partido reconheceu que era uma lástima, não deixando nem que ele se recandidatasse. No mais tirando o fato de ter apoiado Serra para ser candidato do PSDB em contraposição a Aécio nunca tive divergências outras, a não ser pontualmente e expunha isso na análise das questões, ou seja, no jornalismo político. E todo esse posicionamento foi transparente, como também está registrado em meu blog. É claro essa coragem de apoiar José Serra deixou Aécio Neves um tanto chateado comigo. Mas o fiz de maneira leal e transparente, assim, como fiz agora ao indignar-me publicamente. Mas nunca abri mão da minha independência e é verdade não me verguei a natural pressão de apoiar um paulista sendo mineiro. Para mim Serra é antes de tudo um grande brasileiro. Quanto a minha indignação agora é claro que posso ter errado pelo açodamento, ainda assim o fiz como sempre com transparência. Por outro lado, é claro que os fatores de indignação são evidentes como reconheceu até o deputado Zé Silva, que foi alvo também da minha crítica. Acho que diante de tudo, inclusive, o componente ansiedade da campanha planejada que é mais emocional somando com aos elementos como outros colegas já estarem mais 20 dias com o material é compreensível a nossa indignação.
Postar um comentário