terça-feira, 5 de junho de 2012

SATANIZA-SE O CONDOMÍNIO BOULEVARD, MAS QUEM OCUPA DE FORMA ERRADA E IRRESPONSÁVEL O TERRENO DE SETE LAGOAS SOMOS NÓS

A exemplo da resistência a implantação do Shopping Sete Lagoas o condomínio Boulevard vem sofrendo todo tipo de ataque dos ambientalistas de apartamento e dos inocentes úteis. É claro que eu também não quero que a Serra de Santa Helena seja loteada e edificada, mas este é o ponto: diferentemente da acusação que se faz o condomínio não suprirá um galho de árvore da Serra de Santa Helena. Para dizer isso eu fui como disse ao local chegar. A gritaria neoambiental é totalmente infundada, não existe razão de ser. A única coisa que a explica é a cultura antiprogresso arraigada em muitas mentes que não suportam a ruptura com a tradição que conserva o atraso provinciano de Sete Lagoas. Muitos não querem que Sete Lagoas se abra para que não percam o que lhes restam de controle sobre a cidade.

Essa gente se considera dona da cidade e a chegada de investimentos transformadores pode lhes tornarem irrelevantes, por isso, eles se agaram no atraso satanizado as boas coisas para cidade. Reparem este caso do condomínio Boulevard antes eles diziam que a Serra de Santa Helena seria desmatada, loteada e edificada, mas quando foi ficando claro que isso era uma inverdade, o que eles passaram a dizer? Que o local onde o condomínio será implantado é uma área de recarga do aquífero subterrâneo. Para isso recorrem ao um dito estudo que garantiria que exatamente a área plana do condomínio seria uma área de recarga do aquífero. Ora, ora, ora, mas como? Estamos numa região cárstica e nestas regiões a recarga do aquífero se dá principalmente no alto dos morros e não no plano como é o caso deste terreno. 

A verdade é que a ocupação planejada e previamente cercada de estudos técnicos e com baixíssima impermeabilização do solo é muito mais correta e segura para o tipo terreno cárstico de Sete Lagoas que a que hoje ocupamos. É preciso, sim, dizer algumas verdades tais como a de haver uma tentativa de esmagamento do investimento sócio-ambientalmente-responsável  por interesses inconfessáveis, mas muito evidentes. Se tenta criminalizar o que está sendo feito de forma correta, enquanto nós continuamos a viver irresponsavelmente da extração de água do subterrâneo cárstico causando inúmeros abatimentos do terreno por toda a cidade, ocorrências que poem em risco a vida das pessoas e são ocultados da população para não alardear a necessidade de acabar com a extração de água do subterrâneo. E o que dizer da poluição atmosférica causada pela siderúrgicas que ficam no meio da cidade como são as do bairro central do Boa Vista? E o que dizer da contaminação do aquífero pelos esgotos e mais esgotos que infiltram o carste pelas centenas de condutos que se abrem por toda a cidade e é feito vistas grossas pelo poder público e pelos neoambientalistas de apartamento?

O grande fato é que se sataniza o que é moderno e ambientalmente responsável para impedir o progresso que libertaria a cidade da mão dessa gente que tenta controlar Sete Lagoas como uma província de sua propriedade. E o pior é que nessa falsa defesa do meio ambiente que esconde os seus interesses encontram muita gente inocente para usarem como massa de manobra de seus interesses. Até quando as pessoas vão se deixar enganar por meia dúzia de neoambientalistas que satanizam algo bom, mas faz vista grossa para os graves e inúmeros problemas sócio-ambientais que Sete Lagoas sofre. É só pensar um pouquinho:

Como implicar com um projeto elaborado respeitando as mais rigorosas normas ambientais: e não dizer nada sobre não ter água tratada para beber? 

Como implicar com um projeto elaborado respeitando as mais rigorosas normas ambientais e não dizer sobre receber uma água sem adição de flúor?

Como implicar com um projeto elaborado respeitando as mais rigorosas normas ambientais e não dizer nada sobre receber água turva pela sujeira da contaminação subterrânea?

Como implicar com um projeto elaborado respeitando as mais rigorosas normas ambientais e não dizer nada sobre o trincamento e abatimento de diversos imóveis causado pelo excesso de retirada de água do subterrâneo??? 
Postar um comentário